19 de fev de 2017

Ativar a Glândula Pineal (a Visão Espiritual) e o Corpo de luz



Bem-vindos à ” Divulgação Cósmica “. Eu sou seu anfitrião, David Wilcock , e eu estou aqui com Corey Goode, um informante insider que veio à público alegando ser do programa espacial secreto e ter acesso a informações extremamente secretas, muito do que ele traz é completamente novo, mesmo para os mais experientes veteranos que estudam UFOs, testemunhos de iniciados, inteligência classificada, todo esse tipo de coisa. 

Tradução, edição e imagens: Thoth3126@protonmail.ch

DIVULGAÇÃO CÓSMICA: ATIVAR A GLÂNDULA PINEAL


Neste episódio, vamos nos aprofundar em um dos assuntos que você constantemente nos fala, em seus comentários e pelo que vocês assistiram na internet em meus vídeos, é o assunto muito fascinante para vocês. Estou falando da glândula pinealis, ou da glândula pineal. Então Corey, bem-vindo de volta ao show.

CG: Obrigado.

DW : Você poderia, em suas próprias palavras, explicar para nosso público o que você ouviu sobre a glândula pineal. O que é isso? Tem uma função para nós? O que é a glândula pineal?

CG: Quando eu estava no meu programa de laboratório e fui identificado como um empático intuitivo, eles estavam nos dando injeções e tratamentos sônicos aqui.



DW : Injeções onde?

CG: Em nossos ombros.

DW: Está bem.

CG: E em nossos quadris. Quando éramos mais jovens, nos dariam injeções nos quadris. Quando ficamos mais velhos, eles as dariam nos nossos ombros.

DW: Isso soa doloroso.

CG: Você se acostuma. E então havia apenas um tipo de haste de metal que chegou a um ponto que eles iriam colocar aqui que iria enviar ondas sônicas para a glândula pineal. E eles disseram que era para melhorar – não a empatia, mas a parte intuitiva de nossas habilidades intuitivas empáticas.

DW: Você poderia sentir uma vibração sônica em seu crânio com isso?

CG: Sim. Eu sentia as ondas sonoras entrar em cerca de seis polegadas (15 cm) em volta de minha cabeça.

DW: Uau.

CG: Sim. Então era obviamente importante para eles estimularem a nossa glândula pineal.

DW: Bem, na bolsa de estudos que eu coloquei em “Source Field”, há um capítulo inteiro sobre a glândula pineal. Sabemos que está no centro geométrico do cérebro. Sabemos que é do tamanho de uma ervilha. Tem mais fluxo de sangue passando por ela do que qualquer outra parte do corpo exceto os rins. E a ciência mainstream diz, oh, nós realmente não sabemos o que é essa coisa. Mas existem células dentro da glândula pineal que na verdade são as mesmas células mais ou menos encontradas na retina do olho.

CG: Bastonetes e cones?

DW: Eles são chamados pinealocytes, mas eles são a mesma coisa. E eles também estão conectados no córtex visual do cérebro pelo mesmo tipo de fiação que temos em nossos olhos. Assim, as tradições antigas literalmente chamam a glândula Pineal de um terceiro olho. E em meus vídeos – e temos isso acontecendo em futuros episódios de “Ensinamentos da Sabedoria” – há bastões e cones e esse tipo de iconografia aparecendo em todas as diferentes religiões do mundo. Então você acha que há algo acontecendo dentro da glândula pineal que esses pequenos bastões e cones estão vendo?

CG: Bem, eles disseram que era para ajudar a estimular a segunda visão (visão espiritual) e as habilidades intuitivas, e eles declararam que eles sabiam que existem antigos grupos humanos que se separaram dos demais povos da Terra e que eles conseguiram desenvolver e que têm glândulas pineais muito grandes.

DW: Ah, realmente?

CG: E eles disseram que em um momento, todos nós, nossas glândulas pineais costumava ser um pouco maior do que elas são agora. E eles estavam tentando estimular o crescimento e a atividade em nossas glândulas pineais.

DW: Bem, isso é muito interessante, porque o insider Jacob me disse que os Reptilianos Dracos tentaram interferir com engenharia genética nos humanos modernos para que não tivéssemos uma glândula pineal. E eles ficaram muito loucos, porque outros ETs benevolentes para com a raça humana chegaram e reinstalaram-na. Você já ouviu falar de algo assim?

Um reptiliano Draco Real Branco, com cerca de 4,25 metros de altura no topo da hierarquia que domina o planeta

CG: Mm-mm.

DW: Está bem.

CG: Eu realmente ouvi dizer que foi uma parte do grande experimento com essas 22 experiências genéticas diferentes desses 40 grupos. Esta experiência não era apenas de natureza genética, mas também era de natureza espiritual e que eles estavam tentando nos aprimorar de maneira espiritual e que a glândula pineal – e algo que também estava relacionado ao nosso corpo de luz – era algo que eles estavam manipulando Para tentar nos ajudar a tornar-nos mais espirituais e mais desenvolvidos dessa forma. Agora, eles estão obviamente em desacordo com os planos (de domínio) deste grupo reptiliano da Aliança Draco.

DW: Então isso implicaria que a Super Federação não é de toda negativa, que eles são …

CG: Sim. Como eu disse, tudo depende do ponto de vista. Eles têm suas agendas e porque eles estão nos manipulando da maneira que estão fazendo.

DW: Tivemos vários informantes insiders sugerindo que quando você vê um halo (Aura) em torno de alguém nestas imagens antigas – ou em ilustrações budistas, é mais como uma corona – que isso indicaria uma glândula pineal que é muito mais ativa, e que há algum tipo de fenômeno de Luz ocorrendo. Você já viu algo assim?

CG: Bem, como eu estava falando agora sobre nossos corpos de Luz, os exercícios que eles nos passaram não só para ativar nossos cones, mas para expandir nossos corpos de Luz para onde eles diriam que quando chegasse ao ponto onde eles nos queriam, estaríamos sentados num quarto e os nossos corpos de Luz se expandiriam para além das paredes do quarto em que estávamos.

DW: Uau.

CG: Portanto, obviamente há uma conexão direta com a abertura da glândula pineal e o desenvolvimento e expansão de seu corpo de luz.

DW: Eu quero voltar a esses exercícios em um minuto, mas primeiro eu quero trazer outro ponto interessante. Eu tive pelo menos quatro diferentes informantes insiders que me disseram que se nossa glândula pineal for ativada mesmo parcialmente – nunca ativada inteiramente – que nós poderíamos literalmente voar através do cosmos. Você acha que é de alguma forma um stargate (um portal estelar), como um portão portátil biológico construído em nosso corpo como hardware que ainda não acessamos e desenvolvemos?

CG: Sim. Muitos seres usam a glândula pineal e seu corpo de Luz para projetar sua consciência e seus eus para outros locais físicos e, em seguida, enviar essas informações de volta através dessa conexão com seus corpos físicos e, então, alterar a vibração de seus corpos físicos para combinar com a vibração desde o local em que estão. E então o corpo se teletransporta para aquele local e reúne a consciência ou o que algumas pessoas estão dizendo que estão tendo experiências fora do corpo ou projetando suas mentes – um monte de terminologia diferente para o que esses seres mais avançados estão fazendo.

DW: Estou apenas curioso. Vocę acha … porque esta é uma especulação que eu tive … que o halo é na verdade a abertura de um buraco de minhoca e que vocę pode ser puxado para dentro dessa porta gravitacionalmente quando sua glândula pineal está aberta? Você pode voar até aquele halo e viajar através dele?

CG: Eu acho que essas representações de halos e auras que eles mostraram em torno de pessoas são apenas pessoas que realmente desenvolveram seus corpos mais sutis e suas glândulas pineais e desenvolveram seus eus de uma maneira muito intuitiva e espiritual e é assim que eles foram descritos no artigo. E as pessoas que também desenvolveram seus corpos de Luz dessa forma têm uma segunda visão e também são capazes de ver os corpos de Luz de outras pessoas.

DW: Agora, no Tibete eles realmente usavam um pedaço de madeira longo, fino, afiado ou algo que eles furavam através da testa de alguém, e eles feriam a glândula pineal um pouco com ele. E isso supostamente cria algum tipo de acesso. Você acha que eles poderiam estar fazendo uma forma mais tecnológica de algo assim com essa arma sônica que eles usaram em você?


CG: Eles estão tentando encontrar uma maneira de estimular a glândula pineal.

DW: Como você se sentiu quando recebeu este tratamento? Qual foi a sua experiência?

CG: Eu tive experiências fora do corpo.

DW: Sério?

CG: Sim. Você sentiria seu corpo de Luz crescer. Você se sentiria crescendo em todas as direções para fora de seu corpo. Às vezes você se sentiria (sua consciência) retirado para fora de seu corpo para trás de si mesmo.

DW: Uau.

CG: Mas ao mesmo tempo, você sentiria localmente o que estava acontecendo em seu corpo, a vibração sônica acontecendo na matéria do cérebro úmido atrás de seu crânio.

DW: Bem, eu fiz um episódio sobre “Ensinamentos de Sabedoria” com o Dr. Michael Persinger, que tem algo que ele chama de “capacete de Deus”. E eles têm estas armas magnéticas muito poderosas que ele pode triangular e apontar em certas partes do cérebro. Ele pode criar medo e pânico extremo. Ele pode fazer você suar. Ele pode criar excitação sexual. E há certas partes do cérebro que ele irradia para onde as pessoas têm uma experiência de Deus (Epifania).

Agora, os céticos gostam de trazer Persinger e dizer que isso é prova de que não há realidade alternativa, que essas experiências visionárias são apenas um disparo do cérebro. Mas para mim, parece que o que Persinger está fazendo com o capacete de Deus é semelhante ao que você está dizendo com ondas sonoras.

CG: Sim, parece que sim. As ondas eletromagnéticas também foram usadas em nós às vezes.

DW: Então você acha que qualquer pessoa que tenha recebido esse tipo de tratamento teria uma experiência como a que voce teve, ou foi porque voce estava preparado para o treinamento intuitivo?

CG: Eu acho que teriam. Elas teriam algum tipo de experiência. Eu em uma idade jovem já estava tendo experiências fora do corpo e experiências estranhas. Quer dizer, faríamos longas viagens de carro, e eu ficaria entediado, e eu me projetava para fora do carro. E eu me projetaria para fora e voaria sobre os sinais e sobre as colinas e olhava para trás no carro e voava e tinha uma experiência fora do corpo em viagens mais longas. Eu já estava fazendo isso em uma idade muito jovem.

DW: Meu insider Daniel passou por esse treinamento intuitivo para o que ele chamou de Psy Ops.

CG: Certo.

DW: E era supostamente derivado da CIA, ou assim ele foi informado. E eu quero passar por algumas das coisas que ele disse que eles ensinaram a ele e depois ver como isso se compara com o seu treinamento. Assim, o número um era calistenia inversa. Eles o faziam ficar de cabeça para baixo, por seus joelhos ou por seus tornozelos, e fazer abdominais. E foi-lhe dito que quanto mais oxigênio havia no sangue dele e mais sangue fluísse através de sua glândula pineal, que se pudessem fortalecer a circulação na glândula pineal no corpo em geral, isso aumentaria suas habilidades. Você tem algo semelhante a isso?

CG: O mais próximo que tivemos é que, eles nos colocaram em salas de pressão que estavam altamente pressurizadas e altamente oxigenadas. E eles queriam que fizéssemos a meditação, e eles iriam ligar eletrodos do tipo EEG em nossas cabeças. E eles tinham nos treinado para ir para diferentes estados mentais, incluindo theta. E eles, por ordem, diriam-lhe para entrar em um determinado estado, e eles iriam medir o quão rápido você poderia ir lá a diferentes pressões atmosféricas e níveis de oxigênio dentro desta câmara.

“Eu disse: Vós sois deuses, e todos vós filhos do Altíssimo”. Salmos 82:6

DW: Você acha que isso foi em parte destinado a ajudá-lo a ser capaz de funcionar em diferentes ambientes extraterrestres?

CG: Isso foi tudo durante o mesmo tempo quando – tudo isso tinha a ver com o aperfeiçoamento intuitivo de empatia.

DW: Bem aqui em GaiaTV, temos um monte de vídeos de Yoga, Tai Chi. E as pessoas podem entrar nisso quando são assinantes. Está tudo livre. Ele está incluído em sua associação básica. Eu sempre pensei que a calistenia inversa, esses ficar de cabeça para baixo e aumentando a circulação global, que se você olhar para os antigos, eles estão dizendo yoga, Tai Chi, é tudo sobre a construção da circulação. É sobre flexibilidade, todo esse tipo de coisa. Então você acha que esses tipos de exercícios serão benéficos para as pessoas se eles querem desenvolver a sua intuição?

CG: Sim. E eles também estavam nos ensinando material do tipo Tai Chi.

DW: Sério?

CG: E também tinha a ver com muita visualização durante o mesmo tempo, de visualizar bolas esféricas energéticas e fazê-las viajar e senti-las viajar para diferentes partes do corpo e passá-las por dentro, por todo o corpo.

DW: Uau.

CG: Sim. Ajuda com oxigenação e fluxo de sangue, mas também eles foram incorporando o uso para mover a energia em todo o nosso corpo.

DW: Você poderia explicar um pouco mais sobre o que exatamente você deveria testemunhar? Havia uma cor para a esfera? Havia um tamanho para ela? Quantas estavam ali ao mesmo tempo? Era apenas uma?

CG: Apenas uma.

DW: Eles lhe deram informações sobre o que deveria ser?

CG: De nossa escolha. Eles apenas disseram, visualizam uma esfera, uma esfera energética, e tomem a esfera em sua mão e então a visualizam passando para a frente e para trás de sua mão e então viajando através de seus ombros para a outra mão. Você faria isso no início, e então você iria levá-la, e ela iria viajar para baixo pela sua coluna vertebral e pela sua espinha até a parte superior do seu crânio. E então você visualizaria isso voltando para seu plexo solar (Chakra Manipura) e saindo e pegando em suas mãos e depois circulando novamente. Foi um exercício visual, um exercício mental e visual, de passar esta bola de energia em todo o seu corpo e também senti-lo.

DW: Isso poderia ser feito apenas em uma posição de pé, ou houve tipo de movimentos do Tai Chi que foram associados com o movimento da esfera?

CG: Você estava movendo suas mãos e corpo e visualizando-a enquanto você estava fazendo isso. Você não estava sentado em uma posição estática como se estivesse meditando.

DW: Bem, definitivamente parece haver movimentos de Tai Chi que estão associados a uma esfera de energia como essa. Então, a esfera poderia ser tão grande em certos casos, ou é mais pequena, qual o tamanho da sua visualização?

CG: Sim. Estávamos visualizando pequenas esferas.

DW: OK. Mas não havia cor, como azul ou branco ou algo parecido?

CG: Geralmente como uma lâmpada, apenas branca.

DW: Luz branca?

CG: Sim.

DW: Quão semelhante é o que as pessoas agora vêem como o Tai Chi? Porque a maioria das pessoas parece estar fazendo o mesmo conjunto de movimentos. Você diria que esses movimentos eram os mesmos que você estava fazendo, ou eles eram de alguma forma diferentes?

CG: Muitos deles são bastante iguais.

DW: Oh.

CG: Sim. E a maioria das pessoas que estão fazendo Tai Chi sabe que eles estão fazendo trabalho energético, ao mesmo tempo. As pessoas que o praticaram há muito tempo sabem que estão fazendo um trabalho com energias.


DW: Eu nunca fui capaz de encontrá-lo on-line, mas há um vídeo do PBS com Bill Moyers, onde ele tem um mestre de Tai Chi. E o cara está lá, e as pessoas correm para ele. E eles estão gritando e gritando, e eles literalmente apenas se dirigem para este cara. O que está acontecendo lá? Quer dizer, essas pessoas parecem estar sendo atingidas com algo energeticamente.

CG: Sim. Algumas dessas pessoas estavam demonstrando como eles poderiam jogar essas bolas de energia e colocar dentes em metal.

DW: Sério?

CG: E essas pessoas estavam realmente desenvolvidas.

DW: Quando você diz “essas pessoas” agora –

CG: As pessoas que estavam nos ensinando que estavam realmente avançando.

DW: São pessoas do programa espacial? Eles são seres humanos extraterrestres?

CG: Não. Estava de volta no programa MilAb. Estes eram os tipos de Black Ops (Operações Negras) que ensinavam aos jovens.

DW: Eles poderiam cortar metal com essas esferas que eles criaram?

CG: Sim. Bem, com a energia. Uma esfera não disparou, mas eles estavam visualizando uma esfera, e eles atiravam para fora. E essas pessoas eram as que acreditavam muito no tipo “Sacerdote/Guerreiro Jedi da saga STAR WARS” – no uso da “FORÇA”. E você escreveu um livro, “The Source Field”. E eles aproveitaram, eu acho, o que você chamaria de o “lado escuro” da FORÇA, ou o lado negro da força. E eles estavam buscando muito coisas do tipo “Guerra nas Estrelas-STAR WARS”, como um guerreiro sacerdote Jedi- – quero dizer, como o tipo de energia mágica do ser das trevas Lord Sith, usar a FORÇA-PODER que eles puxariam a partir do éter ou do universo.

DW: Bem, isso entra em outra coisa que Danny estava me contando. Estou realmente interessado em saber o que você vai dizer sobre isso – movimentos musculares explosivos, artes marciais, esse tipo de coisa. Aparentemente … e há um cara de Tai Chi que Pete Petersen conhece, e ele tem realmente este tipo de capacidade muito intensa das mãos e nos dedos.

O que Danny nos disse neste treinamento foi que esses movimentos violentos e intensos dos músculos- algo que tem a ver com adrenalina – que a adrenalina é como um canalizador de energia mágica, e que você não pode obter essas habilidades apenas fazendo um exercício suave. Socos, halterofilismo, artes marciais – este tipo de coisas é essencial. Você já ouviu alguma coisa assim?

CG: Muitos desses caras que estavam fazendo isso, eu não vi nenhum sinal de adrenalina. Eles pareciam totalmente à vontade, em paz e dóceis. Parecia fácil para eles, e não havia nenhum tipo de coisa acontecendo. Era apenas um tipo de movimento real e suave de uma coisa. Obviamente, eles estavam agindo como algum tipo de antena puxando energia do campo da fonte da FORÇA, eu acho que você iria chamá-lo assim.


DW: Então, em Tai Chi, pelo pouco que eu sei disso – e na verdade, você está me fazendo querer começar a ver esses vídeos imediatamente, curiosamente, porque está finalmente fazendo sentido para mim porque você iria querer praticar isso – eles parecem ser sempre grandes – eu tive treinando com algumas artes marciais, assim dobrando meus joelhos, abaixando meu centro de gravidade, e eles falam sobre o hara, ou o Dantian, esse tipo de área em seu abdômen (Chakra Manipura) que você deveria sentir como se houvesse uma corda ou um cordão enérgico vindo da Terra. É como se estivesse puxando energia para fora da Terra. Era aquela parte do treinamento, para aterrar dessa maneira ao dobrar seus joelhos?

CG: Houve um aspecto de aterramento mencionado de visualizar-se aterrado com o centro da Terra, e também visualizando-se como uma antena que pode puxar e empurrar a energia cósmica, esta energia de fundo, do cosmos.

DW: Daniel, em seu treinamento, uma das coisas que eles também ensinaram a ele foi que é a Terra que fortalece o trabalho mágico e que a Terra tem que autorizá-lo a fazer essas coisas, que sua energia quando você começa a ser capaz de desenvolver estes feitos de consciência, você tem que trabalhar com a Terra (Compreensão do FEMININO Sagrado), e ela (GAIA) irá autorizar a ação. Foi algo que você encontrou em seu treinamento?

CG: Bem, fomos ensinados um pouco além disso. Tudo tinha a ver com a teia cósmica de energia. A Terra tem um relacionamento com o sol. O sol tem uma relação com o grupo de estrelas local. O grupo de estrelas local tem uma relação com o centro (o SOL CENTRAL) da galáxia. A galáxia tem um relacionamento com o aglomerado local de galáxias e assim por diante, ab aeternum, ad infinitum.

DW: Então quais são algumas das outras coisas que eles ensinaram para o treinamento intuitivo?

CG: Havia um monte de outros tipos de cenários que eles iriam nos colocar, incluindo realidade virtual, que muitas vezes foram muito perturbadorEs. Eles iriam colocá-lo, sozinho ou você e sua equipe, em um cenário de realidade virtual. E este era um cenário de realidade virtual imerso que você tinha cheiros, gostos, sensação. Você podia sentir o vento.

DW: Você sabia que você estava em uma realidade virtual?

CG: Isso fazia parte do teste. Você seria colocado em uma situação muito horrível às vezes ou lhe pediriam para fazer coisas muito horríveis, se colocar em situações de batalha com seres de tipo desagradável que você teria que lutar. E você teria que confiar mais e mais em sua intuição para vencer. Se você estava confiando apenas em suas habilidades nas artes marciais ou treinamento tático, você nunca poderia vencer. Mas quando você confiava mais em suas habilidades intuitivas, você seria capaz de vencer. E então naquele ponto, era quase como um sonho lúcido. Você iria perceber que você estava em um mundo virtual, e então você iria sair para fora.

DW: Isso soa exatamente como o filme “Divergente”, onde você tem a garota, que é jogada em uma realidade virtual, e ela é a divergente. Ela é a que aprende a quebrar qualquer realidade virtual e sair dela.

CG: Certo. Desde que minhas duas primeiras entrevistas de áudio atingiram a internet, eu já ouvi isso muitas vezes.

DW: Também, o filme “Ender’s Game”, onde há a criança no programa espacial, e eles estão ensinando essas crianças a lutar contra extraterrestres e pilotos. Ele percebe cedo ao longo da história que ele está sendo jogado em simulações de realidade virtual, que eles querem que ele seja tão sociopata quanto possível. E assim, em vez de cooperar com esses seres que estão tentando dar-lhe um desafio, ele vai gostar de rasgar seu olho para fora ou algo assim. É este o tipo de coisa que esses filmes parecem estar relacionados com o que você está experimentando?

CG: Sim. Eles não estavam apenas nos treinando, mas também estavam psicologicamente perfilando-nos, para ver que tipo de ordens seguiríamos, até onde iríamos. Eles queriam saber quem eram sociopatas, que seguiriam certos tipos de ordens. Havia ordens … Sim.

A GLÂNDULA PINEAL, é a PEDRA DE TOPO PIRAMIDAL, no ser humano realizado espiritualmente

DW: Coisas realmente horríveis.

CG: Coisas realmente horríveis que eu não quero falar em frente a câmera. Você veria seus amigos um pouco, mas os membros da equipe, participando e você foi obrigado a participar, e você teria que fazer a escolha moral ou dilema se seguir a pressão dos pares, fazer o que os outros estavam fazendo, ou não fazê-lo.

DW: Quais foram algumas das monstruosidades que eles colocaram você para lutar, se você puder nos dizer algo disso? Eu não quero que você acesse um monte de lembranças desagradáveis, mas –

CG: Eles tinham uma visão muito boa sobre o que você não gostava.

DW: Ah. Então foi como se eles deliberadamente buscassem tocar no que você mais temia ?

CG: Eles direcionariam seus medos. Obviamente, eu não gostava de aranhas, aparentemente, então eu fiz batalha com aranhas muito grandes. Eu lutei com seres alies do tipo reptiliano.

DW: E não há maneira de dizer que não é real quando você está dentro disso?

CG: Certo. Chega a um ponto onde é difícil dizer o que é real e o que não é. E uma vez que você finalmente chegar a um ponto em seu treinamento empático intuitivo para onde você consistentemente será capaz de dizer que você está colocado em um cenário de realidade virtual, então você estará graduado para um novo nível.

DW: Você me mencionou em outra conversa que às vezes era como enfrentar tipos de lutadores profissionais, como grandes homens fortes contra quem você teria que lutar.

CG: Mmm-hmm. E você é uma criança.

DW: Mas é como um sonho ruim, certo? Você não se lembra de entrar nisso, mas uma vez que você está nele, parece que esta é a sua realidade.

CG: Você estaria em um cenário para onde você está sendo colocado no cenário que parecia lógico e real. E então você está no cenário, e você tem que lutar e buscar o seu caminho para fora do cenário ou descobrir sua maneira de sair do cenário. E o único modo de fazê-lo com sucesso era de forma intuitiva.

DW: Você poderia ser um pouco mais específico sobre como isso seria realmente? Porque senão, nós vamos ter que preencher o que pensamos e realmente não sabemos o que você quer dizer.

CG: Bem, se você estivesse lutando com outra pessoa, então, em vez de confiar nas suas habilidades em artes marciais ou no treinamento tático, você olharia nos olhos da pessoa oponente e faria uma conexão com ela e então intuitivamente saberia quais as suas intenções antes de eles perceberem. Isso foi um passo. E quando você fosse capaz de começar a fazer isso e, em seguida, as situações aconteceriam, você saberia intuitivamente. Quando você estava saindo para limpar um edifício, você intuitivamente saberia se havia 12 quartos para limpar, você começa a intuitivamente saber os cinco primeiros quartos já estavam limpos, e o sexto quarto era o quarto onde você tinha que se envolver. E então, uma vez que você começou a chegar a este ponto, começa a tornar-se mais fácil para você intuir que você estava numa realidade virtual. E desde o início, quando você foi colocado em uma zona de pouso ou colocado numa determinada situação, você imediatamente saberia que era uma realidade virtual, e você se retiraria.

DW: Isso é interessante porque quem está fazendo as ações na realidade virtual? Em outras palavras, se você está detectando psiquicamente como lutar contra alguém, quem é o alguém? Existe uma pessoa controlando contra quem você está lutando? É um programa de computador? Como isso realmente funciona?

CG: Eles estão tirando informações de nossas cabeças e estão controlando-as. Eles também tinham a capacidade de colocar várias pessoas no mesmo cenário de realidade virtual onde, às vezes, essas pessoas estavam realmente lá juntos virtualmente. Quando você estava se envolvendo com sua mente, você estava se envolvendo com sua mente e sua cadeira.

DW: Quando você está lutando com algo como uma tarântula, pode haver um operador humano controlando as ações da tarântula, ou é um programa de computador como uma inteligência artificial?

CG: Esta foi uma situação que estava acontecendo na realidade virtual. Eu não sei se era inteligência artificial. Era muito high-tech, e eu sei que eles estavam espelhando um monte de informações de minha própria psique para a realidade virtual.

DW: Se uma tecnologia como esta pudesse ser feita, certamente algumas pessoas vão começar a pensar em coisas como “The Matrix” e quer saber o quanto de toda a nossa realidade é uma simulação ou é de alguma forma uma parte virtual, maior compartimentada dela –

CG: Alinhando, de acordo com sua psique. A vida é apenas um sonho.

DW: Você acha que, em última análise, se estivermos olhando para o fato de que apenas nos lembramos de uma vida inteira, e então parece que temos uma vida após a morte e uma reencarnação que nossa vida aqui é como uma simulação, toda vez que acordamos do sono “dos sentidos” que estamos pulando de volta para este holograma?


CG: Essa é provavelmente uma boa maneira de perceber tudo. Mas estamos definitivamente, pelo que me disseram os seres Blue Avians, já que somos crianças espirituais ainda quando morremos, não estamos vivendo o tempo suficiente para nos desenvolvermos o necessário para o nosso crescimento espiritual. Está tomando-nos várias vidas para aprendermos as lições e para nos desenvolvermos espiritualmente a um ponto onde possamos graduar-nos para nos tornarmos seres de menor densidade material, e mais evoluídos espiritualmente.

DW: Bem, você já ouviu isso aqui antes. Isso é ” Divulgação Cósmica “. Informações muito alucinantes, e há muito, muito mais de onde veio isso. Temos 52 episódios, e podemos até estar fazendo mais desse ponto. Então, toda semana, você vai estar ouvindo coisas fascinantes como esta. Então, fique atento. Eu sou seu anfitrião, David Wilcock, e nós agradecemos por sua assistência.

Mais informações:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.


Pesquise no Site por Assunto

Sugestões de Pesquisa

Alienígenas, Animais, Arcanjos, Astral, Auto Ajuda, Câncer, Carma, Cachorros, Cérebro, Chama Violeta, Ciência, Cientistas, Cinema, Civilização, Compras, Contato, Crenças, Curas, Engenharia, Ensino, Esoterismo, ETs, Filmes, Gatos, Governo Oculto, História, Jornais, Lar, Livros, Medicina, Médicos, Museus, Musicas, Noticias, Neolinguística, Neurologia, OVNIs, Porto Alegre, Profecias, Psicólogos, Psiquiátria, Rádios, Religiões, Revistas, Saúde, Serviços, Tempo Tesla, TV Séries, Viagem, Viagem no Tempo, Viagem Astral.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AS 10 MAIS DO MÊS

Colunistas