18 de jul de 2012

A Criação.


Desvendando a Criação.
Parte do texto do livro Cosmogênese de Shantar - Rodrigo Romo


Amados filhos na criação, é momento de remover os véus que ainda vos cobrem sobre a verdadeira intenção da criação e da vida. Muitos podem se perguntar o porquê de uma energia como a minha, da Ordem Voronandeck, estar se importando com um planeta como a Terra, e vos afirmo, pelo mesmo motivo que uma energia como a de Mitch Ham Ell ou Micah, também chegou até vocês no corpo humano de Jesus Cristo.

Como já foi exposto no Método Ascensional Voranandeck Melchizedeck I, um dos maiores problemas dos hologramas de controle que vocês criam e se submetem é o fato de consideraremse inferiores a outros seres. Vocês acreditam que formas de vida mais adiantadas no aspecto tecnológico são superiores a vocês, o que já lhes dei provas em inúmeros congressos que é uma mentira, visto que todos têm uma essência primordial atômica proveniente da mesma Fonte.

Para que possam entender as diferenças entre cada raça do universo, em especial as matrizes criacionais de cada estrutura dominante, terei que voltar milhões de milhões de anos e eóns em vosso universo, antes mesmo dele existir, a fim de decodificar as formas primordiais dessas matrizes.

A Ordem de Micah, ou Ordem Micahélica, é na verdade uma estrutura criacional similar à Ordem Voronandeck, porém com o objetivo de gerar condições específicas dentro de um campode experiências ou universo experimental, a viabilidade de suas próprias matrizes de criação, sendo que nem todas partiram dos códigos originais de Voronandeck. Ou seja, um Micahel pode gerar códigos a partir de sua própria vontade e independência, normalmente em sintonia harmônica com os projetos codificados pela Ordem Voronandeck, que equivalem aos projetistas superuniversais.
No entanto, a Ordem Micahélica tanto pode ou não aceitar essas matrizes e efetuar as mutaçes que considere apropriadas ao seu projeto, dentro do campo experimental denominado por vocês de Universos Locais, como é o caso do vosso quadrante Nebadon. Dentro das matrizes originais de Shantar e de Havona, antes da existência dos 144 superuniversos na matéria consolidada,que vocês entendem como matéria sólida, existia outro tipo de universo, de estrutura dimensional e coesão atômica, isso há mais de 300 bilhões de anos eônicos.

Um é on não possui equivalência relativa ao tempo de vocês, mas tentando fazer uma linha cartesiana de relação, 1 éon = 100 bilhões de anos terrestres (100.000.000.000). Portanto, quando falo em 300 bilhões de anos eônicos temos um valor temporal indescritível para a racionalização de tempo terrestre.

LEIA MAIS AQUI.

x

Sugestão do Editor.

AS 10 MAIS DO MÊS