29 de set de 2012

Festa - 29.09.2012.

Festa de três Arcanjos neste dia: 29 de Setembro - Arcanjos, São Miguel, São Gabriel e São RafaelA festa  & A Origem desta data, Michaelmas, as Lendas e o Ciclo de Festas

 Arcanjos, São Miguel, São Gabriel e São Rafael
29 de Setembro

Com alegria, comemoramos a
festa de três Arcanjos neste dia:
Miguel, Gabriel e Rafael.
A festa de São Miguel Arcanjo (também a Festa dos Santos Miguel, Gabriel e Rafael, a Festa dos Arcanjos, ou a Festa de São Miguel e Todos os Anjos) é um dia cristão no calendário Ocidental, que ocorre em 29 de setembro. Porque cai perto do equinócio no hemisfério norte com o início do Outono e é associado com o encurtamento dos dias.
O calendário gregoriano é o calendário utilizado na maior parte do mundo, e em todos os países ocidentais; porém, existem países que não o aplicam como Israel, Irão, Índia, Bangladesh, Paquistão, Argélia, etc. Foi promulgado pelo Papa Gregório XIII a 24 de Fevereiro do ano 1582 para substituir o calendário juliano. Adotado imediatamente por Espanha, Itália, Portugal, Polónia e, posteriormente, por todos os países ocidentais.

A mudança do calendário juliano ou antigo para o calendário gregoriano ou moderno não teve lugar ao mesmo tempo em todo o mundo, o que causa uma certa confusão na harmonização de datas e na datação de eventos entre os séculos XVI e XX.)

Na astronomia, equinócio é definido como o instante em que o Sol, em sua órbita aparente, (como vista da Terra), cruza o plano do equador celeste (a linha do equador terrestre projetada na esfera celeste). Mais precisamente é o ponto no qual a eclíptica cruza o equador celeste.


A palavra equinócio vem do Latim, aequus (igual) e nox (noite), e significa "noites iguais", ocasiões em que o dia e a noite duram o mesmo tempo. Ao medir a duração do dia, considera-se que o nascer do Sol (alvorada ou dilúculo) é o instante em que metade do círculo solar está acima do horizonte, e o pôr do Sol (crepúsculo ou ocaso) o instante em que o círculo solar está metade abaixo do horizonte. Com esta definição, o dia e a noite durante os equinócios têm igualmente 12 horas de duração.



Os equinócios ocorrem nos meses de março e setembro quando definem mudanças de estação.

  • Em março, o equinócio marca o início da primavera no hemisfério norte e do outono no hemisfério sul.
  • Em setembro ocorre o inverso, quando o equinócio marca o início do outono no hemisfério norte e da primavera no hemisfério sul.
Hemisfério norte, boreal ou setentrional é a metade do globo terrestre localizado entre a linha do Equador (latitude 0º) e o Pólo Norte.


O Hemisfério Norte é composto pelos continentes: América do Norte, América Central, parte da África, parte da América do Sul, pela Europa e Ásia. Além da porção norte dos oceanos Pacífico, Atlântico e Índico e em totalidade o oceano glacial ártico.



No Hemisfério Norte ficam 69,72% das terras emersas e 90,94% da população mundial.


terras emersas sao terras acima da superfície do mar. (imersa é coberta de água e emersa não é coberta de água)

Hemisfério sul, hemisfério austral ou hemisfério meridional é a metade do globo terrestre localizada entre a Linha do Equador (latitude 0º) e o Polo Sul.


A maior parte deste hemisfério é coberta por água. No Hemisfério Sul ficam apenas 30% das terras emersas e 10% da população mundial. Ficam no Hemisfério Sul cerca de 80% da América do Sul, parte da África, a maior parte da Indonésia e países vizinhos, a maioria da Oceania e a desabitada Antártica.



O hemisfério sul possui, em geral, um clima mais suave que o hemisfério norte, exceto na Antártica que é mais fria que o Ártico. Isto acontece porque o hemisfério sul possui muito mais oceano e menos terra. A água aquece e arrefece mais lentamente que a terra.



O hemisfério sul é também menos poluído que o hemisfério norte, devido à sua menor densidade populacional (apenas um total de 10 a 12% da população humana), inferiores níveis de industrialização, e menores massas de terra (as correntes de ar deslocam-se predominantemente de oeste para leste e por essa razão a poluição do norte não se propaga para o sul).

As datas dos equinócios variam de um ano para o outro, devido aos anos trópicos (o período entre dois equinócios de março) não terem exatamente 365 dias, fazendo com que a hora precisa do equinócio varie ao longo de um período de dezoito horas, que não se encaixa necessariamente no mesmo dia. O ano trópico é um pouco menor que 365 dias e 6 horas. Assim num ano comum, tendo 365 dias e - portanto - mais curto, a hora do equinócio é cerca de seis horas mais tarde que no ano anterior. Ao longo de cada sequência de três anos comuns as datas tendem a se adiantar um pouco menos de seis horas a cada ano. Entre um ano comum e o ano bissexto seguinte há um aparente atraso, devido à intercalação do dia 29 de fevereiro.


Também se verifica que a cada ciclo de quatro anos os equinócios tendem a se atrasar. Isto implica que, ao longo do mesmo século, as datas dos equinócios tendam a ocorrer cada vez mais cedo. Dessa forma, no século XXI só houve dois anos em que o equinócio de março aconteceu no dia 21 (2003 e 2007); nos demais, o equinócio tem ocorrido em 20 de março. Prevê-se que, por volta do ano 2040, passe a haver anos em que o equinócio aconteça no dia 19. Esta tendência só irá se desfazer no fim do século, quando houver uma sequência de sete anos comuns consecutivos (2097 a 2103), em vez dos habituais três.



Devido à órbita da Terra, as datas em que ocorrem os equinócios não dividem o ano em um número igual de dias. Isto ocorre porque quando a Terra está mais próxima do Sol (periélio) viaja mais velozmente do que quanto está mais longe (afélio).



Referências culturais
Em várias culturas nórdicas ancestrais, o equinócio da primavera era festejado com comemorações que deram origem a vários costumes hoje relacionados com a Páscoa da religião cristã.

Miguel é o maior de todos os arcanjos e é homenageado por derrotar Lúcifer na guerra no céu .

O Arcanjo Miguel é um dos principais guerreiros angelicais, visto como um protetor contra a escuridão da noite, e o administrador da inteligência cósmica. Miguel também tem delineado o tempo e as estações para fins seculares, bem como, em particular no Reino Unido e Irlanda como um dos dias trimestre .


A Igrejas Orientais Ortodoxas não observam a Festa Miguel Arcanjo, mas os ortodoxos gregos honram os arcanjos em 08 de novembro.

História


Durante a Idade Média, Miguel foi comemorado como um dia santo de mandamento, ensinamento, mas essa tradição foi abolida no século 18.

Luteranos cristãos consideram uma festa principal de Cristo, e o Confessor, Luterano, Philip Melanchthon , escreveu um hino para o dia que ainda é cantado em igrejas luteranas: ". Senhor Deus a Ti nós damos" Foi também um dos dias do trimestre, quando as contas tiveram de ser resolvidas entre inglês, galês e irlandês.
Em casas senhoriais, foi o dia em que um Reeve (originalmente na Inglaterra anglo-saxã o Reeve era um alto funcionário com responsabilidades locais, sob a Coroa por exemplo, como o magistrado de uma cidade ou distrito. Posteriormente, após a conquista normanda , era um ofício exercido por um homem de baixa patente, apontado como gerente de uma propriedade senhorial e superintendente dos camponeses) que foi eleito dos camponeses. A refeição tradicional para o dia inclui ganso (a "palha de ganso", ou seja, um preparado em torno do tempo da colheita) e um bolo especial chamado bannock de São Miguel. Na Ilha de Skye, Escócia, uma procissão foi realizada.
(Bannock de São Miguel)
A wayzgoose, a prensa da festa tradicional.
A wayzgoose foi ao mesmo tempo um entretenimento dada por uma impressora mestre para seus trabalhadores a cada ano no Dia de São Bartolomeu (24 de Agosto). Marcou o fim tradicional de verão e o início da temporada de trabalhar à luz de velas. Mais tarde, veio a palavra para se referir a um passeio anual e jantar para o pessoal de uma impressão de obras ou as impressoras em um jornal.
A origem do termo é duvidosa. Pode ser um erro de ortografia para "wasegoose", de Wase, Médio Inglês para "molho", o que significa "molho" ou "colheita de ganso ", um pássaro comido no tempo da colheita, cf. o "restolho de ganso" mencionado por Chaucer no Prólogo do cozinheiro.)
A wayzgoose, foi celebrada por volta do prazo Michaelmas (Michaelmas é termo derivado do nome da Festa de São Miguel e Todos os Anjos, que cai em 29 de Setembro. O prazo vai de setembro ou outubro para o Natal e é o único nome termo compartilhado pelas universidades de Cambridge e Oxford.) e novamente, como uma celebração da mudança das estações, sendo o advento do trabalho à luz de velas. O mestre impressor daria uma festa para seus oficiais e aprendizes, e tradicionalmente, um restolho de ganso também foi preparado.

Miguel - "Um dia de ganso '


'Se você comer ganso no dia da festa de São Miguel,
você não vai ter dinheiro curto o ano todo '

'If you eat goose on Michaelmas Day,

you will not be short of money all year round'

Provérbio tradicional Inglês








Na Inglaterra, a temporada de outono é conhecida tradicionalmente 
como Miguel. Muitas feiras aconteceram durante a época da colheita,
e desde a Idade Média as feiras Michaelmas estavam reunidas
para os agricultores e comerciantes. As feiras de grades gansos foram realizadas em vários lugares (fx. Nottingham Goose Fair ) no Reino Unido ... e as tradicionais
refeições para o Dia Michaelmas inclui ganso e um especial
bolo chamado bannock de São Miguel (dê uma olhada aqui )


Ganso de Michaelmas




Michaelmas Feira de Ganso e Aves


Preparo de Ganso na cozinha vitoriana



William Sidney Mount (1807-1868):
'A Rifa "(sorteio para um Ganso)



Ganso de Bremen



Diferenças no número de arcanjos


Na tradição Anglicana e Episcopal, há três ou quatro arcanjos em seu calendário para 29 de setembro para festa de São Miguel e Todos os Anjos: isto é Michael , Gabriel e Raphael e, muitas vezes, Uriel .

A própria Bíblia identifica apenas Miguel como "o arcanjo" (livro de Judas, verso 9) e não identifica quaisquer outras criaturas como sendo arcanjos.
O termo Outono em universidades
Ver acimal: prazo Michaelmas


Ele é usado no sentido alargado de outono, usado como o nome do primeiro termo do ano letivo, que começa neste momento, em várias instituições de ensino no Reino Unido e da Irlanda (normalmente aqueles com longas histórias e tradições, nomeadamente de Universidades de Cambridge , Exeter, Oxford , Durham , Aberystwyth e Dublin ).

Uso na profissão legal - TRIBUNAIS


O Inns of Court do Bar Inglês e a Sociedade Honrosa of Kings Inns na Irlanda também têm um prazo Michaelmas como um dos seus termos de refeições.

Ela começa em setembro e termina no final de dezembro.


O termo também é o nome do primeiro de quatro termos em que a campanha legal é dividida pelos tribunais do País de Gales e Inglaterra. 



O Supremo Tribunal dos EUA segue esta tradição (embora não pelo nome) mas por convocação de cada novo termo da primeira segunda-feira de outubro, que é logo após Michaelmas.

Observâncias Modernas


Miguel ainda é celebrado nas escolas Waldorf , que celebra como o "Festival de Vontade Forte" durante o outono equinócio . Rudolf Steiner considerou o festival mais importante depois da Páscoa ("ele é ressuscitado, portanto, ele pode ser colocado na sepultura".)

Dia Antigo Michaelmas


Dia Antigo Michaelmas - em 11 de outubro (10 de outubro de acordo com algumas fontes). De acordo com uma antiga lenda, as amoras não devem ser escolhidas após esta data. Isto porque, para o folclore quando Satanás foi banido do céu neste dia, caiu em um arbusto de amora e amaldiçoou os arbustos espinhosos quando ele caiu em si. Em Yorkshire, diz-se que o diabo cuspiu neles.

De acordo com Morrell (1977), esta velha lenda é bem conhecida em todas as partes do Reino Unido, assim como o norte distante como a Ilhas Orkney .
Rubus L. é um género botânico pertencente à família Rosaceae.


Dentro deste género podem encontrar-se espécies como a Framboesa - Rubus idaeus, e as silvas que produzem a amora - Rubus sp.

Frutos de Rubus sp. (amora silvestre)



- Uso Doméstico: Cozimento, cerveja, tingimento, coloração
- Usa Espiritual: Proteção (através da resistência), a cura, a magia de renovação, exorcismo
- Benefícios para a saúde: laxante suave, furúnculos, dores de garganta, dor de dente, reumatismo, infecções
- Origem: EUA



Folclore, História e Uso



O arbusto de amora silvestre é um pouco como um diamante bruto - há tantas qualidades interessantes, e os frutos deliciosos!



Num relance, parece quase impossível desenterrar qualquer informação sobre amoras, exceto, talvez, algumas receitas como tortas, pães, vinhos, prados - todos muito deliciosos. Muitas destas receitas adaptadas não são necessariamente de origem moderna. Por exemplo, os vinhos de amora silvestre foram saudados e bebiam durante as celebrações da temporada tradicional e sagrada da colheita. Entre alguns dos deuses Europeia / germânica foram honrados Thor das tribos germânicas, e Brigit das tribos celtas.



Outra lenda diz que quando as hastes altas dos arbustos de amora silvestre crescem na forma de um anel, para curar doenças como hérnia, furúnculos, e muito mais. Na verdade, esta prática tem sido usada para muitas doenças - desde o reumatismo a doença mental, e até mesmo manchas. Esta prática decorre do mesmo conceito como o "buraco na roda", ou "buracos" de cura outro, "arcos", ou "anel" de terra. Às vezes, os recém-nascidos foram atraídos através da arcada três vezes para garantir a saúde e proteção sobre eles.

Na medicina popular britânica o espinheiro teve a reputação de curar e prevenir uma grande variedade de doenças. Os brotos têm a capacidade incomum da raiz onde eles tocam o chão, e portadores de furúnculos, reumatismo, hérnia e foram curados ​​através do arco formado desta maneira. A criança que sofre de tosse convulsa por vezes, passa sob o arco sete vezes. A tosse era então o pensamento de deixar a criança e ficar com o espinheiro, um exemplo de transferência.


No entanto, na cristã-Inglaterra, a superstição impediu as bagas de serem consumidas após o "Dia Antigo Michaelmas" celebração (meados de outubro,e o Miguel moderna é no final de setembro). Este dia é para homenagear o Arcanjo Miguel por ter derrotado Lucifer e o banir do céu. Após a sua expulsão, a lenda diz que ele caiu do céu em um pedaço de amoras que ele então amaldiçoou (ou urinou / cuspido, dependendo de onde você ouve a lenda).

Alguns dizem que podem ocorrer problemas de saúde ou até a morte se comê-los após este período. Curiosamente, embora não surpreendentemente, há outra [pré-cristã] lenda que diz que um duende Celtico caminha sobre eles depois do All Hallows Eve, ou Halloween (ou Hallowe'en) e deixa para trás um rastro de sujeira, tornando-os não comestíveis. Considerando-se o molde da textura e alteração que ocorre na amoras durante o Outono, pode ter havido alguma lógica por trás de sua lenda - cristã ou pagã.


Na magia folclórica, a amora silvestre foi utilizada principalmente para a cura, e para a riqueza. As videiras são consideradas protetores de coisas prejudiciais. Além disso, alguns dizem que as bagas podem ser consumidas durante a lua crescente e podem proteger de maldições rúnicas.

Outra forma de proteção é a tecelagem dos espinhos em uma coroa de flores ou outra forma (como o pentagrama, ou um símbolo runíco) e em algum lugar (geralmente discretamente) ou perto do lugar que você gostaria de proteger.
Em alguns casos, as videiras foram cultivadas sobre os túmulos para evitar que os mortos saindo deles.

Em Patricia Telesco do Grimoire Um Floral, há dois excelentes encantos da magia:


Feitiço de proteção
Pegue um pequeno ramo morto de amora silvestre com o espinhos e mergulhe-o em água durante a noite. Uma vez que seja flexível, dobrá-la em um círculo e colocá-la em torno de um item que simboliza o que precisa de segurança e proteção. Deixe os espinhos e o item no local até que o problema passe. Neste ponto, você pode moer a madeira em pó e usá-lo como uma base em um incenso de proteção.



Soletrar riqueza
Enrole uma folha de amora grande em torno de uma moeda de prata. Dê uma trança de ouro, prata e fio verde para ligar isso no lugar dizendo "Onde o ouro e verde são unidos, abençoado com isto por uma moeda de prata, riqueza e prosperidade, para mim, para mim."



O rastreamento acima através dos arcos das vinhas é uma forma de magia de cura. É costume de beber chá de folha de amora silvestre (ou uma baga) durante rituais de cura, também.

Comer amoras após a primeira geada foi considerado de azar, uma crença generalizada de toda a Grã-Bretanha. A espécie de amora (Rubus fruticosus) mais comum na Grã-Bretanha é naturalizada em quase todo o mundo, incluindo América do Norte.
No alfabeto celta, os estudiosos descobriram que o "vinho" é na verdade um coquetel de amora. No folclore do país existe algo chamado "inverno amora silvestre", que ocorre durante o início da Primavera da geada sobre as bagas. Sem esse gelo, os frutos não crescem adequadamente. Foi a sua superstição de que isso afetaria a colheita. Há uma verdade pelo menos em parte aqui, pois sem a geada as bagas crescem (ou "em conjunto" corretamente).


A etimologia da rubus vem do rubeta Latina, que tem duas declinações:

1. Uma espécie de sapo viva venenosa entre espinheiro-arbustos, e
2. Moitas Bramble (fontes citadas de Wiktionary.com). Sua associação com o sapo é por causa da semelhança dos "verrugas" na parte traseira sapos à superfície irregular dos frutos.


A folha da amora silvestre tem benefícios de saúde, também. O uso mais comum da folha ajuda intestinos soltos durante a diarréia. A folha é também adstringente. Elas podem ser usadas ​​para tratar inflamações, especialmente na garganta e boca.



Amoras têm um passado simples, mas rico. Os usos são enraizados em muitas culturas, por meio de muitas (similares) espécies de Rubus a maioria delas com usos semelhantes mesmo entre diferentes países e culturas. De nativos americanos para os europeus do Norte para a Sibéria, há muito a ser dito sobre este pedaço misterioso e poderoso do mundo botânico.



------------------------



Aviso Legal



Todas as informações nesta página é apenas para fins educacionais. Esta informação não foi avaliado pela Food and Drug Administration. Esta informação não se destina a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença ou doenças.

AMOREIRA-PRETA
[gr.: sy·ká·mi·nos].


Também chamada árvore-sicamina, ou sicaminos, esta árvore só é mencionada uma vez, na declaração de Jesus aos apóstolos a respeito da fé deles. (Lu 17:5, 6 n.) A palavra grega usada era aplicada regularmente à amoreira, e a amoreira-preta (Morus nigra) é cultivada comumente em Israel. É uma árvore robusta, que atinge a altura de uns 6 m, possuindo grandes folhas cordiformes, e frutos de cor vermelho-escura ou negra, que se assemelham aos da amora-preta.

Referências

1.   ^ Richard Freeman Johnson (2005), Saint Michael the Archangel in medieval English legend, Boydell Press, p. 105, retrieved 2010-07-11
2.   ^ Oremus.org website. Retrieved 15 September 2008.
3.   ^ Saint Uriel Church website patron Saint web page. Retrieved 15 September 2008.
4.   ^ Episcopal Church, Standing Liturgical Commission. The proper for the lesser feasts and fasts: together with the fixed holy days, Church Hymnal Corp., 1988, ISBN 978-0-89869-214-3. p. 380
5.   ^ Anglican.org website Michaelmas page. Retrieved 15 September 2008.
7.   ^ Christ Church Eureka website, September Feasts page. Retrieved 15 September 2008.
8.   ^ The Supreme Court of the United Kingdom; Judicial Committee of the Privy Council, Judicial Sitting for the Michaelmas Term, Monday 4th October –Tuesday 21st December 2010, retrieved 2010-11-08
9.   ^ Supreme Court of the United States, The Court and Its Procedures, retrieved 2010-11-08, "A Term of the Supreme Court begins, by statute, on the first Monday in October."
10.                     ^ Cycle of the Year, Lectures from RS Archive-GA223.

Leitura mais adicional

  • Morrell, P. (1977). Festivais e Alfândega. Londres: Pan (Piccolo). ISBN 0330 0252151
Este é um calendário litúrgico de santos (hagiológio).
Significado: Diz-se de algo relativo à hagiologia, ou seja, relativo a obras sobre santos, ou coisas santas; discurso sobre santos.


Miguel, o Arcanjo, é considerado o chefe dos exércitos celestiais e o padroeiro da Igreja Católica.

É o anjo do arrependimento e da justiça.
É comemorado pela Igreja Católica sob o nome de São Miguel Arcanjo
em 29 de setembro
_

x

Sugestão do Editor.

AS 10 MAIS DO MÊS