1 de out de 2012

A Invasão da Terra.


Terra.



Lúcifer (por Esmeralda) — Vamos preparar-nos para o novo trabalho. O que vai ser revelado, já o sabem, tem a ver com a história deste planeta. Será dividida em duas partes:

A primeira parte tem a ver com a história do aparecimento da Humanidade, como hoje se conhece. O que deu origem, realmente, ao aparecimento dos seres humanos, tão privados do seu conhecimento e entendimento original.

A segunda parte será sobre a Primeira Vinda, nomeadamente como se desenrolou o contacto entre as figuras de José e Maria, e tudo o resto. Essa será contada por Sananda.
Muito resumidamente, e como já sabem, a manipulação dos seres humanos deu origem ao que eles são hoje. Essa manipulação foi feita por uma entidade que vocês já conhecem como Satã. As perguntas que se colocam, que vocês já fizeram muitas vezes e que merecem ser respondidas, são:

Por que razão é que eu, Lúcifer, o Pai, não percebi o que estava a acontecer?

Por que razão ninguém impediu que acontecesse?

É muito simples: nada do que aconteceu teve origem neste Universo; os primeiros humanos manipulados geneticamente foram trazidos de fora. Mas ninguém se apercebeu. A experiência não foi feita dentro do nosso Universo. Esses humanos foram trazidos para a Terra já manipulados. É como se um exército de gente diferente, com características bem sombrias, tivesse descido ao planeta. E desencadeou-se um caos enorme, uma grande guerra. A descida dessas entidades foi feita de surpresa; quase uma tomada do planeta. Ninguém poderia ter-se apercebido porque a preparação não ocorrera neste Universo. Alguém, que tinha plena liberdade de entrar e sair deste espaço, fê-lo à revelia do Pai, abusando de toda a minha confiança.

Vitorino — Quem é que já estava na Terra aquando dessa Invasão?

Lúcifer (por Esmeralda) — Vocês! Por isso estão aqui outra vez.

Vitorino — Podes informar há quantos anos ocorreu essa Invasão?

Lúcifer (por Esmeralda) — A seu tempo vão receber essa informação. Mas foi há muito mais tempo do que julgam. A idade da Terra é realmente superior ao que se crê, e muitos registos foram apagados.

Continuando: com a entrada desses humanos, o caos instalou-se. Reparem que, tanto de um lado (Luz) como de outro (Sombra), há poder. O poder vem da Fonte Maior, que ama os seus filhos de igual maneira. Se perguntarem o que acontecerá quando todos nos reunirmos à Fonte, respondemos: seremos todos Luz!

Vitorino — Estás a referir-te à Fonte acima de ti?

Lúcifer (por Esmeralda) — É evidente, à Fonte de onde tudo emana. Eu sou apenas o Pai, o criador deste Universo. Se a minha energia pulsa em tudo o que nele existe, como poderia eu abandonar os meus filhos que foram levados, manipulados e regressaram outros? Como é possível que toda a gente julgue que foi isso mesmo o que aconteceu?

Foi possível através do trabalho da Sombra, no seu Universo. Mas nós não tínhamos conhecimento do que lá se passava. Hoje, as coisas são bem diferentes… embora a Sombra continue a fazer tudo para impedir o sucesso da recuperação humana! Por isso, não vos passa pela cabeça a dimensão do impacto causado pela vinda da Energia Matriz à Terra. Vocês não imaginam as implicações que isto tem no Universo!

Há um dado a acrescentar: na manipulação genética, que modificou a vossa matriz através da implementação do medo e da culpa, foram introduzidas algumas instruções de autodestruição. Ou seja, o objectivo era que a raça humana não tivesse futuro. Esse era o projecto da Sombra. E porquê? Porque a Terra tem uma especificidade que não existe em mais nenhum outro planeta: os seus habitantes podem escolher… o que é extraordinariamente perigoso para o Mundo da Sombra! A experiência da Terra é única em todo este Universo.

Imaginem se no Mundo da Sombra houvesse escolha. Acham que podiam correr esse risco? Mas vocês sabem o que nos distingue da Sombra: o livre-arbítrio! Daí o grande interesse em fazer cair esta experiência. Mas ninguém sabe qual é a decisão da Fonte Maior. Esta experiência é demasiado importante para o Grande Universo inteiro.

Não se esqueçam: quem quer que venha para a Terra está sujeito ao domínio da Luz e ao livre-arbítrio. O grande problema da Sombra é que, cada vez que manda um guerreiro ou um soldado para aqui (dos que vieram com a Invasão, porque já não pode entrar mais ninguém), sabe que ficará sob a influência da Luz.

Vitorino — Posso fazer uma pergunta, embora corra o risco de desviar o rumo da conversa.

Lúcifer (por Esmeralda) — Sim.

Vitorino — Dizes que não entra mais ninguém. Mas como é que se articula a Invasão — não sei quantos tomaram parte nela — com a expansão demográfica do planeta? Dá a sensação de que entrou mais gente do que os que vieram como invasores?

Lúcifer (por Esmeralda) — Eram milhões, muitas naves, e também muitos clones.

Vitorino — Quer dizer que, a partir dessa Invasão, não entrou mais ninguém?

Lúcifer (por Esmeralda) — Não. Vou explicar da seguinte forma: milhares de naves desceram, cheias de humanos e de outros seres, não completamente humanos. Como tinham sido feitas muitas experiências, havia inúmeros humanos que tinham sido cruzados com outras espécies. Algo parecido com aquelas que vêem na ficção científica. Está nos vossos registos. Foi muito duro, realmente, para quem estava na Terra. Os humanos que serviam a Luz tiveram de desmaterializar-se rapidamente; outros conseguiram fugir. A tal guerra de que se fala — e isto faz muita confusão à Esmeralda — não é uma guerra como as vossas; é uma guerra energética, num plano muito superior. As descrições das batalhas que constam nos Vedas são correctas.

Apesar de terem tomado toda a Terra e de a terem povoado, foram acometidos de muitas doenças porque, muitos deles não estavam preparados a nível físico. Os mais resistentes, porém, ficaram.

Assim, só nos restava uma alternativa: aniquilá-los ou deixá-los ficar. Mas como a Sombra sabia que nós não os aniquilaríamos, pensaram que seríamos nós a sair, deixando-lhes o planeta da Luz. Sim, este é o planeta da Luz, onde realmente se vê a escolha, a entrega ao Plano e todas as suas possibilidades de construção.

Então, no maior acto de Amor, o meu Pai e a minha Mãe da Fonte Maior, considerando os novos habitantes da Terra, deixaram-nos ficar, dando-lhes assim a possibilidade de contactarem com a Luz.

Por hoje vamos terminar.

Vitorino — Muito obrigado.

Pesquise no Site por Assunto

AS 10 MAIS DO MÊS