16 de nov de 2012

Pleiades


Uma mensagem das PLÊIADES - Heréticos à frente do Tempo – XVI
A década de 60 foi um período de preparação, o início do despertar da humanidade, quando lhes foi mostrado que novos paradigmas podiam surgir. Durante esta década os va­lores das gerações precedentes caíram subitamente. Diversos eventos ocorreram nos anos 60, tais como o movimento pela paz, o movimento (Hippie) pela expressão do corpo, que incentivava olhá-lo e aceitá-lo, compartilhando a conscientização plena da sexualidade – despido, em vez de ficar procurando as partes do corpo entre camadas de roupas, corno faziam as gerações precedentes…
CAPÍTULO XVI - Livro Mensageiros do Amanhecer, Barbara Marciniak 
… Nascia a conscientização, e a idéia de paz e liber­dade havia despertado. Era o jardim de infância. Com os anos 90, chegou a época de trazer o movimento da espiritualidade para o planeta – não só para determinados grupos, mas para o planeta inteiro. 
O planeta inteiro está des­pertando. Nós viajamos por todo o globo e podemos afirmar-­lhes que voces têm companheiros em todos os recantos da Terra. O time da luz, que representam, cobriu todas as suas bases, pois há trabalhadores da luz em todos os pontos. Vocês estão se encontrando. O movimento que se dirige à espiritualidade é um mo­vimento que se afasta do materialismo.
Nos últimos anos, as pessoas concentraram-se muito em seus corpos, regenerando os, exercitando-os, tornando-os mais belos. Isso não passou de uma preparação para que pudessem atingir o Espírito. O pla­no espiritual é um lugar muito interessante. Possui maior fle­xibilidade: podem-se fazer viagens incríveis, viver grandes aventuras e não há limitações. 


A realidade física lhes tem sido tão frustrante porque resolveram aceitar incondicionalmente as histórias sobre as li­mitações deste plano de existência. Admitem estas histórias porque se comprometeram a fazê-lo. Faz parte do plano divi­no tolerarem essas limitações para se poderem relacionar com pessoas que não têm a menor idéia do que é a luz e que vive­ram na limitação todas as suas vidas. Vocês provocarão uma alteração eletromagnética no planeta – vão ‘trocar toda a fia­ção’, digamos assim – para que todos estes seres possam ligar-­se nos plugs da nova frequência. E isso só poderá acontecer se vocês se relacionarem com essas pessoas no nível em que elas estão. 
O nosso sistema solar orbita o Sol Central das PleiâdesAlcyone (estrela maior e mais brilhante na foto) dando uma volta completa (um ANO SOLAR) a cada 25.920 anos, sendo que a data de 21 de dezembro de 2012, FINAL do Calendário MAIA marca o final de um desses anos solares. Em astronomia também é conhecida como o Aglomerado estelar aberto M-45, as Sete Irmãs, a Constelação das Pleiâdes, com os sóis/estrelas principais de Alcyone, Maia, Electra, Taygeta, Atlas, Pleyone, Celaeno, Asterope e Merope. 
Se tivessem chegado aqui com pleno acesso aos vossos bancos de memória, não teriam a menor vontade de permane­cer no planeta, nem conseguiriam compreender as outras pes­soas. Então, foram mergulhados numa sociedade que não tinha luz, e esqueceram-se da própria luz (ou tinham uma vaga lembrança à medida que cresciam) para assim poderem parti­cipar deste mundo. Chegou a hora de integrarem o mundo da sociedade ao mundo multidimensional da luz e do Espírito, que representam, para que os valores e os desígnios deste pla­neta comecem a mudar completamente. 
Os heréticos estão à frente de seu tempo. As idéias heré­ticas que chegaram ao planeta sempre se revelaram brilhantes mais tarde. Portanto, tenham coragem; podem sentir-se um pouco ridículos defendendo estas novas idéias, mas não se es­queçam de que há muita atividade nos planos não-físicos para ajudá-Ios e que, embora cada um de vocês possua um projeto de evolução individual, fazem parte de um projeto global e de uma consciência global. Vocês estão acionando este projeto glo­bal e despertando as outras pessoas. 
Vocês despertam em ondas, é assim que cada um apren­de a sustentar e a transmitir informações. Se todos despertas­sem ao mesmo tempo, seria o caos. O despertar deve ocorrer quando estiverem aptos a recebê-lo; quando se emite muita luz para um elemento que não é capaz de recebê-la, queima-se o fusível. Se as correntes elétricas não forem compatíveis, o corpo pode ser destruído. Irão ver uma doença espalhar-se pelo planeta que afetará o sistema nervoso e a memória, porque as pessoas não serão capazes de receber esta energia. Terão medo dela. Podem descobrir uma porção de si mesmas multidimen­sional e achar que enlouqueceram. Aí vão ficar obcecadas em esconder sua loucura dos maridos, mulheres ou filhos. Fica­rão desesperadas com esta energia porque não a compreenderão. 
O sistema nervoso é a chave que abre os olhos antigos para ver, para que se lembrem quem são, de onde vieram e para onde estão se dirigindo. O sistema nervoso deve ser ca­paz de suportar a corrente elétrica dentro do corpo e de trans­formar a energia muito alta numa corrente compatível ao cor­po de vocês, permitindo assim que ele evolua e se alimente desta energia, que é a consciência. Isto é literalmente o que está ocorrendo. Seria como se tomássemos um bebezinho recém nascido e o alimentássemos com um preparado que o transformasse, em um ano, num adulto de trinta anos. Isto retrata o que irá acontecer com vocês nos próximos vinte anos. 
O bebezinho se tornará um homem de trinta anos em um ano. Imaginem o que esta criança terá de fazer, e o que seu corpo terá de assimi­lar para crescer dessa maneira. Imaginem os órgãos, o funcio­namento, os hormônios. Como vocês se comprometeram a ser portadores de luz, existe uma abertura no vosso campo áurico. Os guardiães des­cem pelo pilar de luz e atuam como porteiros nesta abertura, dosando a quantidade de energia que vocês conseguem su­portar. 
Eles sabem que vocês não podem ser desperdiçados com uma overdose de luz, porque assumiram o compromisso de executar uma importante tarefa; assim, não interessa se o vosso intelecto, a mente ou o ego peçam “mais luz, mais luz, mais luz”, porque eles só deixarão passar a quantidade que sirva o vosso propósito. Se os porteiros não interferissem, vocês tenderiam à autodestruição, passando do que chamamos de vontade superior para vontade própria. 
O sistema nervoso, uma estrada dentro do corpo, só pode movimentar-se na velocidade em que vocês podem pro­cessar os dados, levando-os às células. Ainda há muita gente limpando suas cavernas interiores repletas de sombras. Estas cavernas podem ter se originado nesta vida – na infância ou em qualquer outro período – ou podem vir de outras vidas. Muitos estão nesta jornada há mais de trinta anos, enquanto outros estão começando a trilhá-la. Nem todos levarão o mes­mo tempo. Os que já estão na estrada há mais tempo serão os indicadores do caminho. Eles emitem uma frequência vibracional que os novatos poderão sentir. 
Se vocês forem no­vatos, não precisam se preocupar em procurar a nova frequência; o mapa está pronto e se encontra dentro do vosso corpo. Vocês precisam uns dos outros. É imperativo que traba­lhem em harmonia.Se não o fizerem, criarão outra Atlântida e, mais uma vez, toda aquela destruição. A harmonia é impres­cindível. 
Chegou a hora de muitos de vocês começarem a traba­lhar com o Espírito para transmitir a frequência e ajudar as outras pessoas a compreenderem o que está ocorrendo. O des­pertar em ondas continuará, o Espírito será a forma de se per­manecer no planeta. Este é o plano para a Terra, e os raios cósmicos criativos provenientes do Criador Primordial estão atingindo as fímbrias do vosso sistema galáctico – chegando aqui primeiro.  É por isso que este agrupamento de energias está chegando. Essas energias querem participar da transfor­mação nesta área para estarem preparadas quando chegar a vez de suas áreas galácticas e universais. Existe uma transformação gigantesca ocorrendo, mas o que fazer com ela compete apenas a vocês. 
Nós já dissemos que o vosso mundo vai dividir-se em dois e que quem fizer a mudança pela luz estará no mundo da luz. Esta divisão já co­meçou. As entidades que desejam trabalhar com os campos vibratórios mais elevados representam a luz e aquelas que de­sejam trabalhar com os campos vibratórios mais baixos repre­sentam o medo, as trevas, o caos, o controle e a confusão. As pessoas que trabalham com os campos vibratórios mais baixos dirão que vocês são bruxos, diabólicos, porque representam algo que elas não entendem. Vocês representam a mudança e devem lembrar-se de que a maioria das pessoas tem um medo (e uma preguiça) mortal de mudar. 
Uma das características curio­sas da consciência humana é o amor pela estabilidade. Vocês aceitam o conceito de que a estabilidade é algo imprescindí­vel, lutam por ela; acham que, se não tiverem estabilidade e segurança, nada serão, podem não subsistir, ser aniquilados. Estamos nos referindo a diversas pessoas que vocês co­nhecem; algumas podem até pertencer à vossa família. Preci­sarão desenvolver uma tremenda porção de paciência e compaixão por aqueles que sentem essa energia mas não con­seguem responder a ela de forma a receberem seus benefícios. Terão de ser muito permissivos – permitindo, talvez até, que as pessoas se destruam para aprenderem o valor da vida. 
Embora os seres humanos não estejam conscientes dis­so, vocês sabem, na porção mais profunda de seus seres, que passam de uma existência para outra acumulando experiências para que a vossa alma possa compreender e processar os dados e lhes dar de volta a visão de uma realidade. Algum dia serão capazes de esquadrinhar todas as vidas da vossa alma e segurar a sua energia, da mesma forma como seguram um cris­tal, contemplam as diferentes facetas e fagulhas cintilantes dentro dele, sentem e conhecem a sua identidade.    
    Quando fo­rem capazes de fazer isso com a vossa alma, ela irá ser capaz de entrar em contato com outras formas de inteligência da qual faz parte, mas que/no momento presente não consegue com­preender. Nós estamos forçando vocês a um limite máximo. Que­remos que fiquem completamente confusos para assim serem intensamente energizados. E então poderem usar a vossa curio­sidade para explorar áreas desconhecidas e nem sequer ima­ginadas. 
Esta é a nossa intenção – que atinjam um patamar mais elevado onde possam criar uma nova ordem de identi­dade com coragem, humor e confiança. Todas as coisas são frequências. Vocês mantêm o véu cer­rado e fingem seguir suas vidas como se nada estivesse acon­tecendo, quando ,na verdade, estão sendo continuamente impulsionados por meio de toda a espécie de mudança que os aproxima das dimensões mais elevadas.
Pensem nisso, e ve­jam o quanto poderão alcançar em apenas uma encarnação. Dentro dos próximos dez ou vinte anos irão evoluir de criatu­ras fisicamente densas para criaturas de luz e viver a Idade da Luz. Imaginam a importância disso? Tudo aquilo que fazem até mesmo o ato de comer uma pizza, os conduz de forma perfeita para esta dimensão. Che­gará a ocasião em que irão perceber a importância de cada evento em que participam e da integridade do todo. No filme The Karate Kid, o menino é muito impaciente enquanto está aprendendo karatê. 
Ele encontra um mestre, mas nem se dá conta disso. Recebe treinamentos que considera perda de tempo. Não compreende que cada ensinamento re­cebido faz parte de uma totalidade muito mais ampla. Vocês parecem esse menino. Todas as partes se completam, mas de­vido à visão do vosso ego, (a pequena besta que morre com o corpo físico) não compreendem que elas consti­tuem uma totalidade muito mais ampla. Um dia receberão tarefas e descobrirão que tudo o que almejarem será vosso! Estejam atentos e aprendam a perceber quando a vossa vontade se sobrepõe à vontade divina e ao Plano Divino ­quando forçam demais a si mesmos não estão agindo com bom senso. 
Olhem-se no espelho e observem a vossa aparência. Olhem nos vossos olhos pois eles são o indicador de todo o corpo físico. Eles estão límpidos? Vocês conseguem olhar de volta com clareza? O vosso rosto está marcado, está exausto, ou está calmo? Como sentem o corpo? São capazes de sentar­-se numa posição serena? Conseguem manter o corpo ereto, ou sentem vontade de despencar? Ficam irrequietos por não con­seguirem manter a energia no corpo – e por isso dançam, têm tiques nervosos e se mexem por não saberem o que fazer? Seus dedos estão sempre tamborilando, roem as unhas, ou o canto dos dedos? Existem muitos indicadores a observar. Podem olhar à vossa volta e ver quem não consegue integrar energia.
Quando trazem esta energia para o vosso corpo e conse­guem mantê-la, começam a sentir-se cada vez mais leves. Os cabelos ficarão viçosos; todos verão a vitalidade da vossa pele. Os cabelos são um ótimo indicador da saúde. Bom senso é um dos melhores companheiros. O bom senso irá mostrar-lhes o que está ou não certo. Às vezes vão perceber que a energia se tornou muito in­tensa e que não conseguem manter-se calmos e centrados. Isto irá acontecer com todos vocês em determinado momento.
Vão sentir que estão ocorrendo coisas demais: haverá muitos da­dos a computar, muitas pessoas com quem falar, ou muitos eventos acontecendo. Quando isso acontecer, imaginem-se um eletrodoméstico e desliguem o fio da tomada. Como se fossem uma torradeira, simplesmente desligue-se para não funcio­nar. Nestas ocasiões, o melhor que têm a fazer é descansar. Algumas pessoas irão precisar de uma tremenda quantidade de sono em determinados períodos. Não devem achar que es­tão ficando preguiçosos, nem se culpar; reconheçam a necessi­dade simplesmente. 
Certas vezes, poderão até dormir dezoito horas seguidas. Façam isso. É necessário. Vocês não têm a me­nor idéia das terras para onde viajam, nem do trabalho que o vosso corpo físico faz enquanto estão adormecidos. Trata-se do momento em que se desligam desta realidade para recebe­rem ensinamentos em outras realidades e se recarregarem. As pontes, e os vossos olhos, irão se abrir entre estas realidades deixando-os enxergar e se lembrar de tudo aquilo que foi visto. Quando vão a um restaurante chinês, comem comida chinesa, não pedem hamburger. Quando vão a um restauran­te italiano, pedem lasanha.
Este restaurante chamado Terra possui um corpo físico, então é assim que vocês devem operar aqui -de dentro de um corpo físicoFalamos em termos muito simples para que não tenham dificuldade em nos entender. Não tem a menor importância que nossas metáforas sejam ridículas, só queremos que enten­dam. Portanto, vocês estão aqui no restaurante da Terra, ocu­pando um corpo terráqueo, visto ser o que há disponível aqui. Não há outros pratos no menu. Vocês vão trazer novas receitas para o restaurante da Terra – receitas que já foram testadas e aprovadas, só que por pequenos grupos, aqui e ali. Não se esqueçam, a Terra foi lacrada há eons atrás
Ela foi criada para ser uma coisa e acabou saindo dos trilhos de­pois de milhões de anos de existência (Ver Histórias de Maldek). Muitos de vocês encarnaram aqui muitas e muitas vezes e ficaram realmente frustrados porque cada vez que encarnavam tinham a inten­ção de fazer algo, mas na maioria das vezes esqueciam-se do que era. Algumas pessoas conseguiram atingir o domínio sobre a matéria e saíram daqui através do processo de ascensão (cerca de 6 mil ALMAS conseguiram a ascenção dentro do atual ciclo). Outros clamam para que chegue ao fim essa quarentena de reclusão do resto da sociedade cósmica. Por vossa causa e da multidão de seres que se encontram na Terra e em volta dela, nasceu o período presente. 
Vocês recebem auxílio de todas as avenidas da vida; con­tudo, projetaram a vida de tal forma que a espécie humana precisa estar auto-motivada e evoluída para receber a força dos seres que se dispõem a ajudá-los. Alguns de vocês, seres de imensa sabedoria, decidiram encarnar dentro da espécie hu­mana para, através do exemplo, trazer a força para o resto da humanidade que, sozinha, não conseguiria. Vocês abrem no­vos caminhos de conduta quando difundem quem são. Algu­mas pessoas acham que, sem incentivo, não conseguiriam realizar esta missão. 
É compreensível. Queremos oferecer-lhes a oportunidade de reivindicar a vossa identidade. Uma das realidades supremas deste planeta, da maior importância, que vocês, como espécie, precisam entender e enfrentar, consiste no significado da morte. Nós podemos convencê-los de muitas coisas; no entanto, é difícil convencê­-los de que não precisam morrer. Em nossos dias, vocês não precisam abandonar o vosso corpo aqui na Terra. Conseguem conceber a idéia de poderem simplesmente mudar a frequência vibratória do vosso corpo físico e levá-lo consigo para qual­quer lugar porque poderão rearranjar sua estrutura molecular? 
Dar o salto ascensional e completar a jornada aqui na Terra é possível para milhares de seres humanos. Alguns de vocês já ascensionaram do planeta e voltaram para mostrar aos outros o caminho. Foi uma longa jornada sair daqui pelo processo da ascensão. Levou várias vidas de treinamento, uma após a outra, e necessitou de muita dedicação. Foi necessário abandonar a sociedade material e viver em comunhão com a Natureza. Aquelas pessoas que fizeram isso e estão familiarizadas com o processo, voltaram. O objetivo de vocês é ascender des­te planeta e serem levados, literalmente, para a cosmologia superior em naves-mãe. Vão ascender para cidades de luz e serão capazes de habitar outras realidades à vossa volta que neste momento não permitem a seus olhos de terceira dimen­são ver.   
Vocês terão completado a vossa missão na Terra e esta fará a sua transição. A Terra será uma jóia deslumbrante no universo. Pode ser que queiram ficar mais alguns anos para ajudar a reestruturar e reconstruir esta nova Terra.  Mas, de­pois de certo tempo, vão assumir novos compromissos para transformar outros mundos. Não se esqueçam de que são re­negados e gostam de aventura. Por isso é mais provável que deixem este lindo planeta para outros desfrutarem e partam em novas missões.
A ascensão é o objetivo da TerraChegará o tempo em que será a única forma dos habitantes saírem do planeta. Uma vez saindo daqui, poderão visitar muitos outros lugares. Po­derão mostrar a si mesmos, e ao resto da espécie humana, que o corpo, essa coisa que parece tão sólida e incontrolável é, na verdade, resultado de uma orquestração divina e que vocês, em plena consciência, podem fazer com ele o que quiserem. Qualquer coisa.
Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e a citação das fontes.

x

Pesquise no Site por Assunto

AS 10 MAIS DO MÊS