5 de abr de 2013

Novo Procedimento para o Exercício do Espaço do Coração

Novo Procedimento para o Exercício do Espaço do Coração
.
por Era de Cristal - eradecristal@gmail.com


Um dos mais belos ensinamentos que recordamos no processo de Transição foi o Exercício do Espaço do Coração.
Ele é a porta de entrada de nossa quinta dimensão interna e pode ser a ponte para a quinta dimensão externa, muitas vezes.
Apesar de parecer-se com uma meditação clássica, sua estrutura é diferenciada, pois ativa a parte superior do tórax, incluindo a cabeça, ou seja, atingindo 4 chakras principais -cardíaco, laríngeo, frontal e coronário- mais o timo, nosso oitavo chakra.

O Espaço do Coração é um local -e então um "espaço"- formado pela conjunção destes pontos de energia e tem duas funções específicas:

- Conexão com a quinta dimensão interna, num primeiro nível;
- Expansão do espaço energético e físico do tórax para melhor acomodação do novo chakra, o timo;

Para que seu procedimento alcance o máximo potencial, você deve focar sua atenção na entrada de energia que vem pelo coronário, fazendo com que ela passe por entre o cardíaco e o timo.

Vamos entender isso:

- Você sente a pulsação de cada chakra, inicialmente, nesta ordem: cardíaco, laríngeo e frontal;
- Você foca a atenção no coronário (o topo da cabeça) e permite que a energia vinda da Fonte entre por este canal, como água luminosa, uma cascata de energia;
- Você deixa que a energia que está entrando, circule pelo tórax, enquanto mais energia continua entrando e é nesse momento que há a diferença entre o procedimento anterior: no momento de circulação, a energia deve passar ENTRE o chakra cardíaco e o timo, porque o timo está à frente do cardíaco, como um escudo, mas no mesmo eixo, projetado para frente do tórax, muitas vezes até, para fora dele.

O timo, o nosso novo chakra, veículo interdimensional, é uma nova formação energética e no nosso corpo está à frente do chakra cardíaco, no meio do tórax. Seu tamanho é maior que o o ponto do cardíaco e lembra um escudo, uma couraça redonda, do tamanho de um prato de sobremesa (esta é sua forma energética e quando ele está completamente ativado!). Porém, por ser novinho em folha, ainda pode estar tendo problemas para "achar seu lugar" e posicionar-se adequadamente no corpo. O que acontece, então? Ele "cola" no cardíaco, mas não deveria ser assim! Deve haver um espaço entre eles. Vamos criar esse espaço deixando que a energia que entra pelo coronário passe, abrindo caminho e, desta forma, o timo poderá ocupar sua posição e deixar de incomodar!

O timo, quando ainda não posicionado causa:

- Pressão no estômago: está encostado nele e no plexo solar;
- Sensação de falta de ar - está encostado nos pulmões;
- Taquicardia - está "colado" ao cardíaco;
- Irritações, pressões na garganta - está encostado no laríngeo.

Isso pode acontecer tanto no nível energético, quando ele se une aos chakras próximos, mas, sem dúvida, causa impressões físicas!
Exercite o Espaço do Coração deixando a energia fluir e vá, enquanto a recebe, banhando, suavemente, seu timo e permitindo que ele se acomode.
Você sentirá a diferença, pois a primeira coisa que acontece quando o timo está bem posicionado é a ausência de pressão no esterno, que é um osso humano chato, localizado na parte anterior do tórax.
Além disso, a boa localização do timo nos leva a níveis elevados no próprio exercício e suas visões e experiências se tornarão muito interessantes.
Comece hoje a aplicar o novo procedimento e sinta em si o ajustamento de seus chakras.
Seja Luz!


fonte: http://somostodosum.ig.com.br/clube/artigos.asp?id=34190

x

Pesquise no Site por Assunto

AS 10 MAIS DO MÊS