14 de abr de 2013

O Desenvolvimento da Consciência Cósmica e sua Importância para a Sobrevivência da Humanidade



A necessidade de conscientização acerca da realidade cósmica não é mero devaneio místico. Quando alguns começam a despertar para a existência de vida em outros planetas, e se dar conta de que estas civilizações se aproximam de nós constantemente, com muitas evidências registradas dessas ocorrências, isto não deve ser encarado como um simplório algo mais, na formidável gama de histórias fantásticas e bizarrices que despontam no imaginário popular.



É um assunto de suma importância. Traz uma noção de vida de relevância capital para o desenvolvimento da espécie humana e seu projeto de sobrevivência.



Segundo muitos relatos de contatados ao redor do mundo estes seres se preocupam seriamente com a utilização que temos feito dos recursos naturais do planeta, e as agressões contínuas que praticamos para com a natureza, de modo a ferir sistematicamente o equilíbrio do meio-ambiente. Afirmam os visitantes do espaço que estamos preparando um colapso de proporções épicas, que poderia até mesmo inviabilizar a vida na Terra.



Todos os planetas possuem uma limitada capacidade para abrigar vida, e de renovar seus recursos naturais para que a vida possa progredir em um ambiente sadio. As civilizações em seu processo de desenvolvimento alcançam num dado momento a capacidade de se lançar pelo espaço à procura de novos mundos onde possam implantar colônias, liberando o planeta de origem de sua carga populacional, gerando novas frentes de expansão da raça de origem pelos mundos afora.



Mas para que isto aconteça é preciso que esta civilização tenha desenvolvido consciência cósmica, a fim de que o seu progresso intelectual e tecnológico possa lhe garantir os meios para efetuar esta viagem, com esforço coletivo na conquista desta realização. Quando em um planeta o que se vê é o individualismo exacerbado, as separações inconciliáveis entre as nações e a incapacidade do povo deste planeta de atuar em uníssono, como uma só raça que busca um benefício comum, o momento da saturação deste globo por uma densidade demográfica que os recursos naturais não conseguem mais suprir chega como uma ameaça que não pode ser contornada.



Segundo a grande maioria dos relatos, os povos que aqui se acercam são submetidos a uma entidade federativa intergaláctica, que se encarrega de administrar a utilização dos mundos pelas raças inteligentes disseminadas pela vastidão. E como um dos princípios fundamentais dessa entidade, não é permitido a povos que não tenham desenvolvido ainda a consciência cósmica adentrar na comunidade sideral, pois é temido que a falta de escrúpulos venha a gerar problemas de relacionamento entre os povos. Alguns há nesta condição, mas são rigorosamente vigiados enquanto se trabalha diplomaticamente a sua compreensão das leis universais.



A razão de ser dessa entidade federativa é que ao contrário do que pensam os terráqueos, o universo não abriga a desunião, o organismo cósmico para prosseguir em equilíbrio exige a cooperação entre as raças disseminadas nas grandezas do espaço sideral. Pois descobriram que tudo está interligado, e isto não é um mero axioma, mas uma lei universal comprovada através de experimentos científicos e de avançada filosofia.



Todas as experiências de civilização constituem um patrimônio do universo, e seu desenvolvimento é cuidadosamente registrado para que possa servir de estudo, num esforço de constante aprimoramento da compreensão da vida cósmica e do contexto das possibilidades. Suas realizações mais relevantes são aplicadas a todos os mundos da vastidão, o que garante um acúmulo de conhecimentos fundamental para o bem-estar de todos os povos.



Seria, portanto, de grande importância que a humanidade terrestre começasse a deixar para trás suas ilusões, seu apego aos lucros materiais, a falta de humanidade, no sentido da não cooperação ativa, visando sanear todos os problemas da civilização global. Isto lhe abriria as portas para uma interação maior com povos de outras raças, que aqui se apresentariam para ministrar workshops, que inundariam a face da Terra com informações surpreendentes e inovadoras em todas as áreas do conhecimento. Mas como prodigalizar isto a povos que ainda usam vantagens tecnológicas para auferir supremacia frente aos países vizinhos? Como disseminar um conhecimento que seria desvirtuado por interesses mesquinhos? Infelizmente, por causa da mesquinharia de alguns, outros acabam sofrendo. Daí que o esforço de conscientização da humanidade é vital para acelerar seu desenvolvimento moral. 



E a divulgação da realidade da vida em todo o universo é um dever a todo aquele que já dispõe de clareza quanto a estes fatos inquestionáveis, dado ao grande número de ocorrências e um sem número de provas reunidas pela ufologia mundial há muitas décadas.



Publicado por 


__

Website / Fonte: Targon Darshan

http://mensagensgalacticas.blogspot.com.br

Pesquise no Site por Assunto

AS 10 MAIS DO MÊS