16 de mai de 2013

Fato evidenciado ou mito idealizado?



AS e os homens do comando
"Ashtar Sheran"  no idioma Sânscrito significa: “O SOL QUE MAIS BRILHA”, acreditava-se que a primeira menção a esta entidade teria sido feita pelo “médium” alemão Herbert Victor Speer, em 1958, líder de um movimento em Berlim conhecido por "Space Brothers Movment", através da obra psicografada “A Grande Missão Celeste de Ashtar Sheran”, aonde consta que "Ashtar Sheran" seria “Comandande-em- chefe da Frota Extraplanetária, da Confederação Intergaláctica da Grande Fraternidade Branca Universal” mas, a pesquisa mais atenta mostra que menções a esta entidade foram feitas alguns anos antes pelo suposto “contatado” norte-americano George W. Van Tassel que era piloto de testes da Howard Hughes, Douglas Aircraft e inspetor de aeronaves da Lockheed-Martin, uma das maiores empresas de tecnologia aeroespacial do mundo.
George Van Tassel morava no sul da Califórnia e já aposentado, começou a fazer “canalizações” e a difundir o chamado contato psíquico com supostas entidades de origem alienígena.

O ano era 1952, quando George publicou seu primeiro livro intitulado “I Rode a Flying Saucer”.
Neste livro, baseado praticamente nas “comunicações” psíquicas de George está escrito que o “Comandante Ashtar Sheran” anunciava sua presença e chegada “oficial” a Terra em 18 de Julho de 1952. Segundo as descrições do "contatado", "Ashtar Sheran" seria um extraterrestre de nível "etéreo", ou seja, de consistência puramente em forma de energia, devido a sua "escala vibratória superior". Também é descrito que “Ashtar Sheran” teria aspecto andrógeno; com estatura entre 1,90 e 2,20 metros; cabelos longos e de cor loiro claro ou branco azulado; sua roupa seria formada por uma espécie de macacão com botas de aspecto dourado; no peito, ostentaria um símbolo formado por sete estrelas e na cintura, uma espécie de cinto com uma pedra ou objeto em alto-relevo a mostra.
Na verdade, as descrições atribuídas a este ser são várias, já que a sua forma aparentemente física variaria de acordo com a galáxia ou Planeta que ele estivesse atuando. Este ser também se apresenta dizendo estar a serviço de “Sananda”, que seria o Jesus Cristo que os católicos e cristãos falam, já que para os judeus, não existia um “Jesus Cristo”, somente uma pessoa conhecida por Ieshu ou Jesus; o termo “Cristo” é criação do polêmico apóstolo Paulo ou Saulo de Tarso.
Voltando a “Ashtar Sheran”, este ser também diz ser representante das civilizações extraplanetárias, sendo o “Comandante-em- chefe” da “frota de espaçonaves confederadas” , entidades esta que seria formada por inúmeras formas de vida de diferentes civilizações e com as mais variadas aparências e formas e que decidiu atuar a partir do momento em que habitantes do Planeta Terra começaram a fazer testes com artefatos atômicos e termo-nucleares. Algumas das funções mítica deste ser seriam então, a de enviar mensagens aos habitantes do Planeta Terra, para que estes tomassem consciência de suas ações; orientar e ajudar durante os períodos de transição da Terra para uma “dimensão superior” e resgatar seres-humanos que estivessem “preparados” ou em perigo, para serem novamente recolocados na Terra, após um inevitável cataclismo que estaria se aproximando.
George acreditava que este ser procedia de Vênus (embora em algumas passagens e comunicações existe a menção de que “Ashtar Sheran” viria de um Planeta de nome Methária que orbitária o sistema trinário de Alfa do Centauro), aonde, esotericamente, existiria um tipo de forma de vida de natureza dimensional e distinta da humana. Em 1954 George Van tassel, sob orientação das entidades que o contatavam promoveu um evento no deserto de Mojave, perto de Landers na Califórnia, num local denominado Giant Rock que reuniu milhares de simpatizantes, místicos, curiosos, “contatados”, agentes do FBI e fanáticos pelo tema.
foto_3_em_1+ashtar+sheran
Em 1956, chegou a publicar outro livro, chamado “Into this World and Out Again”, aonde forneceu mais informações “canalizadas” sobre vários aspectos filosóficos do mundo. Como a maioria dos “contatados” George Van Tassel também parece ter sofrido da chamada “Síndrome do Contatado” e passou a se dedicar à criação de movimentos “cósmicos” e ao desenvolvimento de aparelhos e instrumentos que teriam a finalidade de ampliar as capacidades mentais e adormecidas dos seres-humanos (esta, aliás, torna-se uma prática constante em pessoas que dizem manter contatos com extraterrestres, aonde estes induzem a construção de aparelhos estranhos que jamais funcionam ou que empregam conceitos teóricos distorcidos a respeito de um assunto).
Um destes aparelhos denominado “Integratron”, que segundo as palavras de George Tassel o descreve como: “The purpose of the Integratron is to recharge energy into living cell structure, to bring about longer life with youthful energy". Infelizmente esta sua invenção jamais chegou a ser finalizada e George faleceu em 9 de Fevereiro de 1978. Mas, as investidas de “Ashtar Sheran” não terminaram por aí. Existe muita similaridade entre os contatos de George Tassel e um outro famoso “contatado” chamado George Adamski, polonês que veio para os EUA em 1893 e que também dizia manter contatos com seres de Vênus e também de Marte e Saturno, sendo que algumas descrições de "Ashtar Sheran" ditas por George Tassel, se assemelham aos seres descritos por George Adamski. Curiosamente Adamski morava na Califórnia e teria começado a ter algumas experiências em 1946. Após seu famoso contato de 1953, também no deserto da Califórnia(!) , Adamski passou a divulgar uma filosofia messiânica e cósmica, baseada no que os seres lhe transmitiam, chegando a fundar uma organização denominada IGAP (International Get Acquinted Program) e um outro culto denominado “Royal Order of Tibet” e chegou a escrever 3 livros sobre suas aventuras: “Flying Saucers Have Landed” (1953), “Inside the Space Ships” (1955) e “Flying Saucers Farewell” (1961).
Adamski faleceu em 26 de Fevereiro de 1965.
Outro “contatado” famoso também dos EUA fundou a chamada “Sociedade Aetherius” em 1955, baseado em informações transmitidas por supostos alienígenas, entre eles, novamente “Ashtar Sheran”. Coincidência ou não, o nome deste “contatado” era George King que faleceu em 1997. Aliás estas coincidências de George’s são um tema interessante, quem sabe para uma próxima oportunidade. Vale observar que novamente, coincidência ou não foi logo após a produção do clássico filme “The Day the Earth Stood Still” (O Dia em que a Terra Parou), em 1951 que a era “moderna” do “contatismo”, aonde seres de aspecto humanóide e com mensagens de alerta para a humanidade, se iniciou de forma pública e evidente.
 Antes disso, um filme francês produzido em 1902 por George Mélies (outro George!) chamado “La Voyage dans la Lune” (A Viagem a Lua) deve ter sido o primeiro a falar de contatos entre seres-humanos e extraterrestres.

(cont.)
ref: CUB

Pesquise no Site por Assunto

AS 10 MAIS DO MÊS