4 de jun de 2015

A Profecia de 2019


tsunami o que é a profecia 2019
Creio que o método de comparação, das profecias trazidas pelos mais confiáveis profetas, seja o método mais seguro para identificar quando ocorrerão tais eventos. Quanto a profecia de 2018, existe uma corrente de pessoas que crê nessa data por interpretar erroneamente a profecia dos 70 períodos, citada por Jesus no sermão profético ao lembrar do profeta Daniel que trouxe tal vaticínio.

Em Daniel 9:2 o profeta define que cada período equivale a 1 ano, são portanto 70 anos, tempo citado como o de uma geração no livro de Salmos, a mesma 1 geração citada por Jesus no sermão profético.


O marco dessa profecia, ou seja, seu início, seria quando Jerusalém fosse restaurada ao domínio dos hebreus e é aqui que os interpretes escorregam na casca de banana, pois a profecia não fala em criação de estado judeu ou restauração de Israel, mas é específica ao falar na restauração da antiga Jerusalém ao domínio dos hebreus, fato que não ocorreu com a criação do Estado de Israel entre 1948 e 1949, pois a restauração da antiga Jerusalém, da época de Jesus, só aconteceu em 1967, portanto o início da profecia é em 1967 e, somando 70 anos a partir desse ano, chegamos a 2036.

Os "datistas" que falam em 2018 e 2019 baseados nessa profecia estão, portanto equivocados. Infelizmente os espiritualistas e, sobretudo os espíritas em sua maioria não gostam de estudar as profecias, inclusive as profecias daquele que é o modelo de ser humano a ser seguido (Jesus) e que não apenas trouxe várias profecias no sermão profético como ainda profetizou, ao final do evangelho de João, que voltaria enquanto o discípulo amado estivesse vivo para trazer novas revelações, exatamente o que fez décadas depois, quando na ilha de Patmos trouxe as revelações do futuro da humanidade para o apóstolo João, ainda vivo, através do livro do Apocalipse.



No sermão profético Jesus fala em um sinal, o sinal do Filho do Homem, quando o grande dia, o dia do juízo fosse acontecer: um relâmpago percorrendo oriente a ocidente (Mateus capítulo 24) , sendo visto por todo o olho (internet, tv) e muita gente interpretou como sendo o próprio Jesus, mas esqueceram de ler o resto da Bíblia, quando o próprio Jesus fala em Lucas 10:18 que viu "Satanás cair do céu como relâmpago", sendo que em Apocalipse 12:9 é dito que o dragão vermelho, a antiga serpente que é o demônio e satanás foi precipitada ao chão. Para os hebreus daquela época de Jesus e da época de Daniel, a serpente primitiva era bem conhecida: tratava-se do mitológico Apep, serpente que segundo a mitologia vivia no abismo, tanto que no próprio Apocalipse o "chefe dos mortos" é nomeado como Apolion (Apolion e Apep vêm da mesma raiz semântica: destruidor)

E como Apep será precipitado do céu como um relâmpago ou como um dragão vermelho (serpente voadora vermelha) caindo ao chão? A resposta é simples: asteróide Apophis, que significa exatamente em grego o nome do mitológico Apep, pois um asteróide caindo no chão é como um relâmpago ou uma serpente vermelha (rastro vermelho) caindo. Apophis, nome grego do mitológico Apep é o asteróide que vai cair na Terra em 2036, após os 70 anos, uma geração completa, da retomada de Jerusalém pelo povo hebreu, cumprindo a profecia de Daniel citada por Jesus no Sermão profético quando disse que ao fim desse periodo de 70 anos viria "o avassalador (destruidor) nas asas (vindo do céu) da abominação" (Daniel capítulo 9). Inclusive ao longo do capítulo 12 do Apocalipse são citadas diversas metáforas sobre estrelas no céu para identificar a passagem do asteróide, falei sobre isso no texto sobre as luas de sangue aqui:



Esse é o entendimento da profecia, baseado em tudo que o Messias nos trouxe. Portanto, se alguém afirmar “que o auge dos eventos da transição planetária é 2018 ou 2019 porque a profecia de Daniel diz”, você já tem toda a explicação, de forma clara, porque tal profecia não fala em 2018 ou 2019, mas sim em 2036.

E falando sobre 2019, temos a questão dos relatos de Chico Xavier no Programa Pinga Fogo e a data de 2019, e eu vou repetir o que eu já disse: o próprio Chico, através de Emmanuel, respondeu a uma série de perguntas no Programa Pinga Fogo e pouco tempo depois algumas das perguntas que não puderam ser feitas no programa foram compiladas no livro "Plantão de Respostas Pinga Fogo II", no qual o Chico, através de Emmanuel, respondeu diversas perguntas, inclusive sobre quando começaria a nova era ou era de regeneração, quando então Chico respondeu claramente que seria por volta de 2057, ou seja, deixando claro que não teremos nova era alguma a partir de 2019.

plantao de respostas pinga fogo a nova era em 2057


Vale ainda observar que durante o programa Pinga Fogo o Chico esclareceu que a humanidade apenas entraria numa nova era após findado o prazo de 50 anos a partir de 1969 (ou seja, 2019) se  (ou seja, havia uma condição) o homem não entrasse em guerras de extermínio (ele não falou especificamente em guerra atômica ou nuclear, mas choques destrutivos e guerras de extermínio, repetindo, em momento algum condicionou apenas a uma guerra nuclear como impedimento para uma nova era).

Chico fala sobre a condição para uma nova era entre 1:55 e 2:28:  AQUI 

Chico Xavier, inclusive, trouxe o cronograma completo sobre como tudo isso aconteceria, considerando 2057 como o início da era de regeneração (livro Plantão de Respostas Pinga Fogo II) e não 2019, pois desde 1969 o homem entrou em diversas guerras de extermínio, como a do Golfo e várias outras no Oriente Médio (Iraque, Afeganistão, Síria).

No vídeo abaixo, entre os minutos 2:30 e 3:50 Chico esclarece que somente quando a humanidade abandonar o período bélico ela conseguirá  entrar em contato com outras civilizações extraterrestres, a partir de bases de observação que serão construídas no solo lunar que ele denominou "cidades estufa" capazes de extrair nitrogênio (azoto) e oxigênio, além da água que segundo ele existia no solo lunar (fato comprovado recentemente pela ciência).

Então temos que entender que, não apenas entramos em várias guerras de extermínio nesse período desde 1969, como da mesma forma ainda estamos no período bélico, como da mesma forma ainda estamos bem longe de poder construir cidades estufa na Lua e como da mesma forma o próprio Chico através de Emanuel esclareceu que essa nova era com o fim do período bélico, somente começará em 2057, e se formos considerar as profecias do sermão profético, somente após duas décadas após o auge dos eventos em 2036 profetizados por Jesus.

Vídeo que Chico fala sobre a nova era entre 2:30 e 3:50 - AQUI

Livro Plantão de Respostas - Pinga Fogo II – página 14 - AQUI

Tendo essas informações cristalinas transmitidas por Jesus em suas profecias e pela mediunidade do Chico, podemos claramente delimitar o auge dos eventos da transição planetária em 2036 e o inicio de uma nova era somente pelos idos da década de 50, sendo que não teremos nem auge dos conflitos em 2019 e nem nova era em 2019, da mesma forma que não faremos contato com outras civilizações extraterrestres antes que tenhamos abandonado o período bélico e construído as bases ou cidades em solo lunar

Por isso pode ficar tranqüila, que nem em 2015, 2017, 2018, 2019 ou qualquer outra data antes de 2036 teremos o auge dos eventos descritos no Apocalipse como o ápice da grande tribulação ou auge da transição planetária.

E falando sobre transição planetária é importante esclarecer: Transição planetária não significa "era de luz", "nova era" ou "era de regeneração começando", pois ainda estamos na Era de expiação e provas, Era que foi definida assim como a Era de regeneração com exatidão por Kardec no capítulo 3 do Evangelho Segundo o Espiritismo. A transição planetária denota, tão somente, os últimos anos ou um período curto, que engloba os últimos anos da Era de expiação e provas, quando uma grande faxina é feita para preparar a casa (morada terrestre) para um novo mundo, mais limpo (livre de formas pensamento enfermiças) e mais organizado. Dizer que a casa já está limpa (Era de Regeneração, de luz) em pleno faxinão (transição) é, portanto um grande equívoco.

Eis como o nobre codificador definiu a Era de Regeneração:

"A Humanidade experimenta as vossas sensações e desejos, mas liberta das paixões desordenadas de que sois escravos, isenta do orgulho que impõe silêncio ao coração, da inveja que a tortura, do ódio que a sufoca. Em todas as frontes, vê-se escrita a palavra amor; perfeita equidade preside às relações sociais, todos reconhecem Deus e tentam caminhar para Ele, cumprindo-lhe as leis." (Evangelho Segundo o Espiritismo, capítulo 3, item 17).

Fica evidente, portanto, que enquanto a humanidade não aprender a arte do bom convívio e da fraternidade, sem guerras de extermínio, atômicas ou não, não há como entrarmos em uma Era de regeneração, claramente definida por Kardec.


Fonte: http://profeciasoapiceem2036.blogspot.com/2015/01/a-profecia-de-2019-reloaded.html#ixzz3c5vTuWKD


Compartilhe com seus amigos, imprima, copie o link, envie por e-mail.

Facebook Addthis Amazon AOL Mail Baidu Facebook Messenger Copy Link Email Gmail Google+ LinkedIn Myspace Outlook Print PrintFriendly Pinterest Twitter WhatsApp

Voltar

Pesquise no Site por Assunto

AS 10 MAIS DO MÊS