27 de set de 2015

Operação Espiritual - Método.

Núcleo Espírita Nosso Lar/SC

Estabelecida a equipe de trabalho (geralmente em torno de 18 médiuns treinados e desenvolvidos na arte da transformação), começa a distribuição de tarefas específicas no centro cirúrgico espiritual. Dentre os médiuns aplicadores e doadores de energia, há um revezamento constante , dependendo do tipo de energia usada no ambiente a qual varia de paciente para paciente.


Entre as funções executadas no centro cirúrgico espiritual, enumeramos: os médiuns doadores de energia básica, os médiuns catalisadores, aplicadores de energias fundamentais e de desmaterialização, e ainda o médium operador encarregado de direcionar todas as energias despendidas ao paciente. Em um clima de muita paz e solidariedade, busca-se a afinidade de pensamento e vibração entre todos os presentes. Através de muita oração, silêncio e concentração, o médium operador coordena os trabalhos e faz entrar o paciente, geralmente acompanhado por um médico, um psicólogo e um terapeuta que dão o suporte necessário ao paciente, durante todo o trâmite da cirurgia.

É lido o diagnóstico e a forma de abordagem espiritual. Em seguida, os doadores e operador iniciam o procedimento da cirurgia propriamente dita. Finaliza-se o processo e em seguida o paciente é conduzido ao pós-operatório em um centro de recuperação avançado, onde são revisados todos os sinais vitais bem como as possíveis reações biológicas do organismo. Após o rigoroso exame da equipe médica, psicológica e terapêutica, o mesmo é liberado do centro de recuperação e recolhido em leito no próprio hospital, num piso diferente, fora da simbiose energética para as próximas 24 horas de total repouso.

Em momento algum o paciente é submetido a qualquer ataque invasivo, ou seja , cortes, furos ou fricções. É utilizado unicamente a indução de energias através de ondas vibrantes de magnetismo pessoal. O grupo reunido, em perfeita sintonia, determina a ação a ser adotada e em seguida (auxiliados pela Espiritualidade, junto com o médico espiritual responsável - Mentor Espiritual), começa o processo de transformação junto ao paciente. Dois aspectos são levados em consideração: o espiritual e o biológico. Espiritualmente, o grupo cria um campo pleno de energia e começa a troca de vibração nos subníveis energéticos do corpo multidimensional do paciente.

O objetivo é localizar bloqueios, abalos e más formações na sua epigênese, indo até a liberação, a solução ou o que é mais provável, a remoção das anomalias localizadas nas camadas mais profundas da mente ou do corpo etérico e corpo astral , viabilizando a sua total transformação de forma gradativa até a suspensão dos sintomas intrínsecos que promovem os desequilíbrios. No tocante a área biológica (corpo físico), o objetivo é atingir a estrutura molecular da matéria, alterando a sustentação e organização das células anormais, criando um novo e desconhecido corpo, para provocar a fagocitose, onde as células sadias destroem e ingerem as partículas sólidas ou formadas por microrganismos alheios a real função daquele tecido, em que se transformaram as células anormais alteradas.

Esta influência acontece através de diversas formas: uma das mais usadas é a aplicação de dardos energéticos. Colhidas pela espiritualidade, as etéricas partículas de ectoplasma (absorvidas dos médiuns doadores presentes ao ambiente), são formados bastonetes de aproximadamente 20 cm de tamanho, que são fixados na corrente energética do operado por meridianos ativos. São injetadas dentro destes pequenos cilindros, energias desmaterializantes que vão aos poucos juntar-se a corrente sangüínea do paciente.

Pelo processo de materialização produzem uma reação química quando em contato com as partículas de oxigênio, formando um terceiro elemento (neutro ao sistema), o qual reage, liberando uma substância relativamente sedosa, que envolve o tecido formado por células anormais ou tumor ( objeto da cirurgia), criando um véu que reveste o centro atingido, impedindo a recepção do sangue ( que leva o oxigênio e o alimento para suas células), morrendo assim por inanição, posteriormente necrosando, mais tarde desintegrando-se e sendo consumido aos poucos por outras células normais (fagocitose).

Geralmente o paciente após três a cinco semanas vê seu tumor, reduzido drasticamente em relação a investigações anteriores, proporcionado exatamente por este mecanismo de auto- destruição celular imposto pela ausência de sangue nas partes afetadas pela cirurgia espiritual. (Não estamos afirmando que a redução da massa tumoral é a cura total, mas a baixa no volume significa dizer que a parte sadia do corpo está tomando providências contra a anomalia na reprodução e manutenção das células afins). Esta técnica vem sendo experimentada desde 1979, com um número considerável de pacientes sendo acompanhados tecnicamente por nossa equipe médica e social, com metodologia simples de constatação. No ano de 1984, foram acompanhados 18 pacientes de câncer que durante o período de testes não estavam sendo tratados com medicações alopáticas - seus médicos julgaram contraproducentes pois os pacientes podiam não resistir ao impacto nas suas defesas biológicas. Foram acompanhados por seis médicos, oncologistas, especialistas e clínicos.

O tratamento utilizando aplicações energéticas, algodão energizado seguido de cirurgia espiritual acompanhada por médicos, obteve os seguintes resultados: - Após três semanas de tratamento (com um período de quatro semanas de carência), os pacientes voltaram aos seus antigos médicos para realizarem novos exames e constatou-se que seis pacientes continuavam com o processo de malignidade aumentando; oito com o processo totalmente estacionado e quatro pacientes não apresentavam mais imagens nos exames ou sintomas da doença - até hoje (dezembro/98) continuam sendo acompanhados pois trabalham em NOSSO LAR, sem qualquer sintoma da doença. 
Em 1992 voltamos a realizar novos testes com metodologia mais apurada, através de hospitais da rede pública e clínicas especializadas em estudos e tratamento do câncer.

Considerando um universo de 21 pacientes com total acompanhamento de psicólogos, oncologistas, clínicos, especialistas, bioquímicos, nutricionistas, terapeutas e homeopatas, conseguimos aplicar o método em sete meses; sendo quatro semanas de tratamento da medicina vibracional, ou seja, aplicações energéticas, algodão energizado, água fluidificada, geoterapia, crioterapia, hidroterapia, massagens terapêuticas, terapia de grupo, programação neurolingüística, culminando com a cirurgia espiritual de restrição sangüínea, obtivemos resultados acima do esperado. Deste grupo, doze pacientes até hoje estão em observação, sem tomar medicação alopática ( isso com recomendação de seus próprios médicos ) não apresentando mais nenhum indício da doença, além das pequenas seqüelas advindas do próprio tratamento de quimio ou radioterapia. Importante: todos os pacientes chegaram em NOSSO LAR, descartados pela medicina oficial, (SPT), inclusive sem prescrição médica.

Outros três pacientes foram a óbito, dois não conseguimos mais contatos pois mudaram-se de cidade e quatro pacientes continuam com o diagnóstico inalterado, porém vivendo com plena qualidade de vida. Atualmente estão em andamento mais três grupos experimentais, com um contingente de 82 pacientes no total (trabalho iniciado em 1997, com término previsto para agosto do ano 2.000), sendo que os resultados parciais estão acima da média até agora alcançada, tendo em vista da inclusão de outras terapias e o funcionamento do CAPC, uma unidade mantida pelo NOSSO LAR, especializada em tratamento do câncer, com 36 leitos e modernamente equipado para tratamentos e experimentos na área da observação oncológica.

Durante o ano de 1998, foram tratados no CAPC, 2.076 pacientes, sendo 712 casos de câncer, prevalecendo, mama, útero, pulmão, próstata, estômago, intestino e leucemias, com um percentual de 82%. Destes, oitenta e dois casos estão sendo rigorosamente acompanhados com efeito estatístico e com metodologia científica repassada por médicos e estudiosos de outras nacionalidades (Alemanha, Bélgica, Espanha, EUA, África do Sul), também adeptos da medicina vibracional, assim como em NOSSO LAR. O processo da Cirurgia Espiritual tem muitas nuances ainda desconhecidas da ciência, que por questões éticas e de respeito ( por não possuirmos comprovações efetivas das evidências) e para não parecer irresponsabilidade ou ridículo, evitamos comentar ou publicar. A cada dia de trabalho em NOSSO LAR, fica mais evidente as futuras características da ciência e da medicina. "Sim, o homem pode curar, não somente tratar. . ."

O Núcleo Espírita Nosso Lar, reserva-se ao direito de não considerar o acima exposto como prática comum, solicitando às pessoas interessadas que busquem mais material e estudos sobre o assunto, porém não recomenda de forma irresponsável o uso de qualquer terapia ou ação cirúrgica espiritual que possa induzir o paciente a pensar que pode parar com o tratamento médico tradicional. Muito pelo contrário, no decorrer de 20 anos de experiência, notamos que os pacientes que preferiram os tratamentos paralelos, curaram-se em menor espaço de tempo e com maior segurança. O grande momento para o paciente de câncer , é quando seu médico lhe diz: "Você esta liberado para a Vida". Então Você nota, que o grande milagre aconteceu: Você se auto-transformou!

Fontes: 
nenossolar.com.

Compartilhe com seus amigos, imprima, copie o link, envie por e-mail.

Facebook Addthis Amazon AOL Mail Baidu Facebook Messenger Copy Link Email Gmail Google+ LinkedIn Myspace Outlook Print PrintFriendly Pinterest Twitter WhatsApp

Voltar

x

Pesquise no Site por Assunto

AS 10 MAIS DO MÊS