23 de jun de 2016

A Cerimônia de Abertura do Maior Túnel do Mundo foi Um Ritual Oculto satânico de adoração a BAPHOMET



Com a participação das pessoas mais poderosas da Europa, a cerimônia de abertura do túnel Gotthard Base na Suíça foi um ritual satânico estranhamente perturbador e sombrio. Aqui está uma análise de outra celebração da elite oculta.


Medindo mais de 57 km e custando mais de 11 milhões de euros, o túnel Gotthard Base é o projeto de túnel mais longo e mais caro na História. Atravessando os Alpes suíços, o túnel levou 17 anos para ser concluído e é dito ser um símbolo de unificação europeia num contexto de crescente nacionalismo e fechamento de fronteiras.

Para comemorar a inauguração do túnel, uma cerimônia elaborada foi apresentada na frente de dignitários europeus, como a chanceler alemã, Angela Merkel, o presidente François Hollande, da França, e o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi. Embora a maioria esperasse uma cerimônia animada, os convidados foram tratados, ao invés, com um show perturbador orquestrado pelo diretor alemão Volker Hesse, onde um homem vestido de bode presidiu um ritual estranho.

Como já discutido no artigo sobre a cerimônia de abertura e encerramento dos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, a elite oculta gosta de pôr em plena exibição sua agenda e sua filosofia simbólica por meio de dramatizações que remontam a situações encenadas em rituais de sociedades secretas. Além disso, não há melhor maneira de mostrar poder absoluto do que colocar o “selo de aprovação Illuminati” em mega-projetos como os Jogos Olímpicos ou grandes construções.

Aqui está parte do show.


A cerimônia começa com trabalhadores vestidos de laranja andando lentamente com a batida de um tambor militar rítmico.



Esta cena representa os trabalhadores sendo enviados para trabalhar no túnel.

Há algo bastante “Nova Ordem Mundial” para este retrato militarista de força de trabalho. À medida que os tambores ficam mais rítmicos, os trabalhadores ficam mais animados, fazendo coreografia.

Depois, as coisas ficam estranhas. Um trem traz um grupo de jovens vestidos só com roupa íntima branca.



Vestidos de branco, esses homens e mulheres 
representam as massas que vão viajar através do túnel. 


 Por alguma razão, a cerimônia ganha um tom estranhamente sexual 
quando essas pessoas vestidas de branco começam a se agarrar.

Depois de retratar os trabalhadores como soldados zumbis, a cerimônia retrata a população em geral, como um grupo de pessoas lascivas que parecem ser extremamente sugestionáveis.

Depois, emergindo daquele trem, aparece uma anjo caído demoníaco, um Lúcifer com cara de bebê.



 Esta cena é destinada a “honrar” os trabalhadores 
que morreram durante a construção do túnel. Por que
 há um bebê Lucifer assustador voando acima deles? 

Desse ponto em diante, o evento se transforma em uma cerimônia satânica completa.



Um homem vestido de bode se torna o mestre de 
cerimônia enquanto todo mundo presta homenagem a ele.

O que isso tem a ver com a construção de um túnel? Os meios de comunicação, em suas tentativas de explicar essa cerimônia, disseram que há bodes nas montanhas nos Alpes… o que explicaria o homem-bode. Mas porque é que esse homem-bode está em tal posição de poder? Porque as pessoas estão se curvando a ele?

A cerimônia parece se inspirar nos contos populares locais, especificamente, na lenda sobre a ponte do diabo, que passa por Gotthard Pass.


A lenda dessa ponte particular diz que o rio Reuss era tão difícil de atravessar que um pastor suíço queria que o diabo fizesse uma ponte. O diabo apareceu, mas exigiu que a alma do primeiro a atravessar fosse dada a ele. O alpinista concordou, mas levou um bode em sua frente, enganando seu adversário. Irritado com essa farsa, o diabo foi buscar uma rocha com a intenção de quebrar a ponte, mas uma velha desenhou uma cruz sobre a rocha para que o diabo não pudesse levantar mais. A rocha ainda está lá e, em 1977, 300.000 francos suíços foram gastos para mover a rocha de 220 toneladas por 127m, a fim de abrir espaço para o novo túnel rodoviário Gotthard. – Wikipédia

Embora o diabo tenha perdido na lenda, ele parece ter vencido na cerimônia de abertura do túnel.



Homens andam em uma procissão estranha, segurando crânios 
com chifres como se fossem artefatos religiosos de valor inestimável. 


Mulheres vestidas de branco seguram pequenos chifres em suas cabeças 

como se estivessem dizendo “aceitamos o homem-bode como o nosso deus”. 


Durante todo o tempo, o homem-bode fica correndo, cada vez mais cheio de energia. 

A segunda parte da cerimônia ocorre fora e segue a mesma narrativa básica: trabalhadores zombies vão primeiro, seguidos por pessoas em roupas íntimas, para dar as boas-vindas ao próprio Satanás.



Por alguma razão, os trabalhadores tiram suas camisas e entram em posição militar. 


Jovens em roupas íntimas, parecendo confusos. 
Esta é a forma como a elite percebe as massas.

Mais uma vez, a cerimônia retrata a morte de trabalhadores de um jeito bastante preocupante.



Três trabalhadores pendurados no ar, aparentemente mortos. 


Os trabalhadores são substituídos por três fantasmas assustadores.


Em seguida, vemos os fantasmas flutuando na frente de um olho 
que tudo vê gigante. É a elite celebrando o sacrifício humano? 


O homem-bode faz a sua entrada, precedida de pessoas 
vestindo véus brancos… como noivas antes de um casamento. 


Enquanto o homem-bode corre pelo palco, gritando como um possuído,  telão exibe imagens do homem-bode com uma cara extremamente má. Três  escaravelhos passam na frente dele. Satanás vê os três trabalhadores mortos como meros insetos? 


Quando as pessoas vestidas de branco se curvam para o homem-bode, 
um círculo de olhos os observa, confirmando que este foi uma grande
 e flagrante cerimônia satânica trazida para você pela elite oculta. 


 Uma mulher enrola o bode-homem num manto branco
 como se estivesse dizendo “Você agora é o rei do mundo”. 

Conclusão 

A elite oculta é toda sobre poder e simbolismo. A cerimônia acima exibiu ambos. Através da cerimônia de abertura do maior e mais profundo túnel do mundo, a elite oculta diz ao mundo que eles controlam os recursos e a mão de obra. Em outras palavras, eles são os únicos que podem fazer esses projetos acontecerem porque eles controlam a política, as finanças e os negócios. Além disso, através da criação de cerimônias abertamente ocultas, a elite está dizendo ao mundo: “Isso é o que acreditamos, isso é o que pensam de você e não há nada que você possa fazer sobre isso.”

A cerimônia de abertura do túnel Gotthard Base transformou uma grande façanha da engenharia em uma cerimônia religiosa dedicada a Baphomet, enquanto esteve ridicularizando um pouco os trabalhadores que sacrificaram suas vidas e as massas que vão viajar através do túnel. Então, as pessoas mais poderosas da Europa levantaram-se e aplaudiram de pé a essa cerimônia dedicada ao verdadeiro governante da elite oculta.

Fonte: http://apocalink.com.br/?p=14035



Compartilhe com seus amigos, imprima, copie o link, envie por e-mail.


Facebook Addthis Amazon AOL Mail Baidu Facebook Messenger Copy Link Email Gmail Google+ LinkedIn Myspace Outlook Print PrintFriendly Pinterest Twitter WhatsApp

Voltar

Pesquise no Site por Assunto

AS 10 MAIS DO MÊS