26 de ago de 2016

Descobertas inexplicadas.

Temos que admitir que o nosso planeta é muito mais bizarro do que qualquer que nós pode imaginar. Há inúmeras descobertas que têm sido feitas por todo o globo, as quais desafiam uma explicação. Algumas delas são taxadas de impossíveis e categorizados como farsas elaboradas, só porque ninguém foi capaz de explicá-las de forma precisa. Mas lembre-se, só porque algo é fora da norma e impossível de ser explicado não significa que seja uma farsa.

Algumas coisas são simplesmente inexplicáveis porque os pesquisadores que tentam compreendê-las as abordam com suas mentes fechadas. Para compreender de forma completa tudo que desafia uma explicação, devemos estar dispostos a aceitar que qualquer coisa seja possível.


A Garra do Monte Owen Moa


Pé preservado de Megalapteryx (moa), Musei Natural de História. (Wikimedia Commons)

Esta fascinante garra foi descoberta nas cavernas do Monte Owen Moa, na Nova Zelândia. Acredita-se que esta garra, extremamente bem preservada, tenha pertencido a um pássaro que não podia voar e que já está extinto há 3 mil anos.

Como o site cracked.com indica, a história por detrás desta descoberta parece ser um filme clássico de horror: Ela foi descoberta numa caverna na Nova Zelândia em 1863, por James Campbell. Então, sem explicação, ela desapareceu por alguns anos, até reaparecer e ser vendida pelo tataraneto de Campbell para o diretor do Museu Dominion de Wellington.


Enorme dedo de 38 centímetros descoberto no Egito


Esta é uma das descobertas mais estranhas no Egito. De fato, em 1988, umas das principais agências de jornal da Europa, a BILD.DE, publicou um artigo sobre o dedo enigmático.

Sem dúvida, um dedo muito feio.

De acordo com muitos, o dedo é uma farsa, mas os testes de raio-x e o certificado de autenticidade contam uma história diferente.

Os restos deste dedo são impressionantes; ele é um enorme dedo humanoide mumificado que tem 38 centímetros de comprimento. Pesquisadores do Egito acreditam que ele tenha pertencido à uma criatura que tinha mais de 5 metros de altura. Somente algumas poucas pessoas conseguiram imagens deste incrível artefato em 1988.

Numa entrevista com a BILD.DE, Gregor Spörri, uma pessoa que viu o dedo declarou ao público em 2012:

Ele estava em um pacote retangular, cheirava mofo. Fiquei totalmente surpreso quando vi o gigante dedo marrom escuro. Fui permitido de segurá-lo e também de tirar fotos. Uma cédula de dinheiro foi colocada ao lado dele para se ter ideia de tamanho. O dedo dobrado estava aberto e coberto com mofo seco.

Pesquisadores têm opiniões conflitantes quando se trata desta relíquia misteriosa da antiguidade. O maior problema é que o dedo não se encaixa em quaisquer teorias convencionais apresentadas pelos arqueólogos e historiadores. Eles simplesmente acham que é impossível.


A grande esfinge: Um mistério sem fim

Vamos permanecer no Egito e dar uma olhada em um dos monumentos mais misteriosos encontrado na terra dos faraós.

A grande Esfinge de Gizé e talvez o monumento mais misterioso da terra. Por que? Porque de todos os monumentos encontrados no Egito, a grande esfinge é sem dúvida uma das estruturas mais enigmáticas, a qual ninguém tem sido capaz de explicar completamente.

Ninguém sabe a idade exata da Esfinge; ninguém sabe quem a construiu, por que ela foi construída, e que enormes câmaras, cavidades e túneis estão escondidos abaixo dela.

Sua idade é provavelmente o assunto mais disputado.  Alguns argumentam que ela data de antes da civilização egípcia antiga, outros declaram que não só ela pré-data a civilização egípcia, mas também tem pelo menos 800 mil anos.

Fonte original: AncientCode
Fonte: http://filosofiaimortal.blogspot.com.br/


Compartilhe com seus amigos, imprima, copie o link, envie por e-mail.

Facebook Addthis Amazon AOL Mail Baidu Facebook Messenger Copy Link Email Gmail Google+ LinkedIn Myspace Outlook Print PrintFriendly Pinterest Twitter WhatsApp

Voltar

Pesquise no Site por Assunto

AS 10 MAIS DO MÊS