23 de out de 2016

EUA e as NAVES Espaciais

Engº aeroespacial relata existência de uma frota secreta de naves espaciais dos EUA. 

Top designer aeroespacial e insider do programa espacial secreto dos EUA denuncia existência de uma frota de naves espaciais

Ao longo de um período de 12 anos, com início em 1951, William Tompkins trabalhou para uma empresa estilo Top Secret think tank na Douglas Aircraft Company, em projetos para a concepção de espaçonaves antigravidade classe Transportador (uma espécie de porta aviões espacial) com quilômetros de comprimento secretamente solicitado pela Marinha dos Estados Unidos.

English French German Spain Italian Russian Chinese Simplified

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch 
TOP AEROSPACE DESIGNER DENUNCIA EXISTÊNCIA DE FROTA ESPACIAL (SECRETA) DE GUERRA DA MARINHA DOS EUA 
Por Dr. Michael Salla Fontehttp://exopolitics.org

Agora, aos 92 anos, lúcido e com muita saúde, Willian Tompkins veio à público para expor os projetos secretos, ele trabalhou nesse objetivo em sua autobiografia recém-lançada, “Selected by Extraterrestrials: My life in the top secret world of UFOs, think-tanks and Nordic secretaries”



A autobiografia de William Tompkin “Selected by Extraterrestrials: My life in the top secret world of UFOs, think-tanks and Nordic secretaries” está disponível na Amazon.com

Tompkins suporta suas reivindicações com inúmeros documentos, incluindo dois projetos, que ele completou como as espaçonaves classe cruzadores de batalha espaciais e naves classe transportadores espaciais que décadas mais tarde o U.S. Navy Space Battle Groups-Grupo de Batalha Espacial dos EUA, que tornou-se a espinha dorsal da Marinha dos Estados Unidos na defesa da Terra.

A Tompkins foi dado o trabalho no “Advanced Design” Douglas think tank, devido às suas habilidades excepcionais demonstadas em seu serviço na Marinha durante a segunda guerra atuando na Inteligência Naval entre 1.942-1.945. Significativamente, durante seu serviço na Estação Aérea Naval de San Diego, Tompkins participou diretamente em reuniões de balanço de inteligência de agentes da Marinha incorporados dentro da maioria das secretas instalações aeroespaciais nazistas da Alemanha  durante e imediatamente após a Segunda Guerra Mundial, quando os espiões dos EUA descobriram que os nazistas alemães tinham feito uma aliança com uma ou duas raças de extraterrestres. de quem receberam tecnologias sofisticadíssimas para àquela época

Em sua autobiografia, Tompkins descreve o que os espiões da Marinha tinha encontrado nas instalações secretas da Alemanha nazista:
Os agentes da Marinha (espiões) na Alemanha descobriu que todos aqueles “fora deste mundo” aliens deram a Hitler: espaçonaves tipo UFOs, motores de propulsão antigravidade, armas de feixe de partículas, vida humana útil prolongada e uma abundância de programas de CONTROLE MENTAL de meninas (n.t.: Depois reproduzidos nos EUA através do Projeto MK-Ultra (Projeto Monark), cuja vítima mais conhecida foi a satanista MARILYN MONROE…é isso mesmo, o mundo pode ser um local muito estranho). Os reptilianos do sistema estelar de DRACO fizeram um acordo com os chefes das tropas especiais Waffen S.S. do Terceiro Reich dando-lhes esta “grande caixa preta” (tecnologia avançada) cheia de brinquedos em troca de deixar Hitler escravizar o resto do planeta. (Pp. 70-71)

Ao longo de seus quatro anos com a Inteligência Naval, Tompkins ajudou na distribuição encoberta de dados de dois distintos e secretos programas espaciais da Alemanha Nazista para a Douglas Aircraft Company, junto com outras empresas aeroespaciais selecionadas e universidades que tinham a perícia científica para entender o que os nazistas estavam fazendo.

Quando Tompkins se juntou à Douglas Aircraft Company em 1950, a empresa já tinha formado o seu centro think tank avançado de design  para projetar naves espaciais antigravidade. Uma que vez Tompkins foi designado para a Advanced Design em 1951, ele ficou especificamente encarregado de projetar uma variedade de veículos espaciais antigravidade, usando seu conhecimento de Inteligência Naval recolhidas a partir de Alemanha nazista e seu próprio talento para o detalhamento técnico.

Tompkins descreve seus dois superiores no Advanced Design Think Tank:
Eu me reportava diretamente ao Dr [Wolfgang] Klemperer e Elmer Wheaton, o vice-presidente de engenharia que usava dois chapéus. Ele foi vice-presidente de todos os programas de mísseis e espaciais-sistemas classificados. Desconhecido para 99,9%, Wheaton foi vice-presidente do top secret compartimentada pesquisa ameaças extraterrestres acima Think Tank, também, por vezes referido como Design Avançado. (P. 48)


O “UFO” acima aparece em filme mostrado no vídeo mais abaixo, aterrissando em uma base militar.

Além disso, Tompkins relata a forma encoberta com que a Marinha atuava sobre como fazer pedidos de design para Design Avançado:

Depois de receber a nossa proposta não solicitada para naves estelares [a Marinha fazia uma solicitação para uma única fonte de uma proposta para espaçonaves para missão exploratórias estelares …]. Na verdade, nós nem sequer precisávamos de uma RFP (Request for Proposal); era só deslizar por baixo da porta uma palavra ao nosso Design Avançado …. no envelope só constava: “A quem possa interessar”. [p. 68]

Tompkins diz que ele se aproximou de seu trabalho através do estudo dos parâmetros de missão de futuras batalhas solicitados para os grupos de forças espaciais. Ele então foi capaz de surgir com projetos que permitiam a Marinha para cumprir as suas futuras missões espaciais.

Criando a configuração de um Naval Space Battle Group compreendendo veículos transportadores com km de comprimento a partir dos parâmetros da missão que lhe tinham dado, Tompkins explica:

Eu redefinia um padrão para o complemento do Naval Space Battle Group, afirmando que seria composto por uma espaçonave classe transportador espacial com 2,5 km de comprimento, com duas estrelas a bordo como bandeira, 3 a 4 espaçonaves classe pesados cruzadores de 1,4 km de comprimento, quatro a cinco espaçonaves classe Destroyers com 2km de comprimento e espaçonaves de desembarque de assalto para missões em terreno, duas espaçonaves classe Apoio Logístico com 2 km de comprimento, naves de apoio, e duas espaçonaves classe para transportes de tropas militares, com 2km de comprimento. (P. 80)

Tompkins descreve cerca de dois projetos de nave estelares para a Marinha concluídos no Douglas think tank, e inclui os documentos em sua autobiografia:

As figuras seguintes mostram dois desenhos originais de espaçonave Classe Transportadores de naves espaciais Naval e Classe Cruzadores de batalha que foram visualizadas no Design Avançado, em 1954, de dezenas de configurações alternativas. modos de escala destas embarcações com km de comprimento foram feitas posteriormente. (P. 67)


O primeiro projeto é para a espaçonave classe Cruzador de batalha com cerca de 1,4 km de comprimento.

Tompkins trabalhou mais tarde para a TRW, a General Dynamics e outras empresas aeroespaciais que estavam trabalhando em diferentes aspectos classificados como secretos dos cruzadores de batalha espacial e naves classe transportadores espaciais sendo construído secretamente pela Marinha dos EUA. Mais desta informação será lançado em futuros volumes de seus relatos autobiográficos.

Depois de seus projetos iniciais das naves classe transportadores espaciais serem concluídos no início de 1960, Tompkins afirma que levou quase uma década para os planos arquitectonicos detalhados serem desenvolvidas, permitindo a construção oficial para começar. Consequentemente, a construção começou na década de 1970 e os primeiros transportadores espaciais operacionais foram implantados na década de 1980, ao abrigo de um programa espacial altamente classificado como secreto chamado Solar Warden.


O segundo projeto é para uma espaçonave classe transportador espacial com 2,5 km de comprimento.

As reivindicações de  Tompkins corroboram o testemunho de outros denunciantes do programa espacial secreto que afirmam que o Programa Solar Warden tornou-se operacional em 1980 sob o presidente Ronald Reagan. Eventualmente, havia oito grupos de batalha de transportadores espaciais que foram construídos para a Marinha dos Estados Unidos na década de 1980 e 1990, de acordo com Tompkins.

Qual a credibilidade do testemunho extraordinário de Tompkins?

Os passes foram assinados pelo chefe da Inteligência Naval na Estação Aérea Naval, almirante Rick Obatta. Estes documentos fornecem provas de que Tompkins esteve de fato atuando como um mensageiro de Inteligência Naval durante a Segunda Guerra Mundial, como ele alegou. Para apoiar suas reivindicações, Tompkins inclui vários documentos em sua autobiografia.

Estes incluem cópias de duas passagens separadas que recebeu para entrar e sair da Estação Aérea Naval de San Diego com um máximo de três pacotes. Estes pacotes continham os supostos dados secretos fornecidos pelos agentes da marinha sobre o desenvolvimento secreto dos nazistas de UFOs com tecnologia alienígena que estavam sendo distribuídos por Tompkins para selecionar as corporaçõesparticipantes.

Quanto ao que havia nos pacotes que Tompkins estava carregando, ele forneceu uma cópia de sua declaração de missão que fornece uma resposta.



Ilustração com base em testemunho ocular © Copyright 2015 TheObjectReport.com | Alta Resolução Imagem. O Almirante Roscoe Hillenkoetter foi o primeiro diretor da CIA, e foi também um membro de uma organização de pesquisa UFO, o Comitê Nacional de Investigações de Fenômenos Aéreos (NICAP). Em 1960, o New York Times relatou que Hillenkoetter tinha enviado uma carta ao Congresso que incluía a seguinte declaração: “Nos bastidores, oficiais de alta patente da Força Aérea estão sobriamente preocupados com fenômeno UFOs Mas através de segredo oficial e do ridículo, muitos cidadãos são levados a acreditar que os desconhecidos objetos voadores não fazem sentido“. Embora Hillenkoetter lutasse pelo fim do sigilo UFO, ele finalmente parou de comentar sobre o assunto. Alegados documentos secretos que vazaram para ufólogos listam Hillenkoetter como um membro do grupo Majestic 12, uma organização composta de altos oficiais militares das forças armadas e civis criado pelo presidente Truman para gerenciar inicialmente a questão UFO e nossas relações com extraterrestre. O MJ-12 foi o embrião do que mais tarde se tornou o GOVERNO (DE FATO) OCULTO DOS EUA.

Suas ordens de missão confirmam que ele foi autorizado a trabalhar como um “disseminador de Aircraft Research and Information.” Esta é uma prova documental convincente de que os pacotes que Tompkins estava carregando continham Inteligência Naval classificadas em projetos de aeronaves avançadas, que incluiam aqueles desenvolvidos secretamente na Alemanha nazista.



Suas ordens de missão confirmam que ele foi autorizado a trabalhar como um “disseminador de Aircraft Research and Information.”

Além dos documentos apresentados em seu livro, mais uma confirmação que apoia as alegações de Tompkins de trabalhar em programas aeroespaciais avançados. O emprego dele, na Douglas Aircraft entre 1950-1963, foi confirmado por outro ex-funcionário da Douglas Aircraft Company, Dr. Robert Wood.

Dr. Wood trabalhou por 43 anos na Douglas Aircraft (que mais tarde se fundiu para formar a McDonnell Douglas), e foi capaz de confirmar o conhecimento profundo sobre Tompkins de altos funcionários da empresa, como Elmer Wheaton e Dr. Klemperer. O Dr. Wood ficou tão impressionado com Tompkins e seu testemunho detalhado que decidiu ajudá-lo, tornando-se o editor de sua autobiografia.

Finalmente, as fenomenais habilidades de design de Tompkins, que também possui memória fotográfica, foram reconhecidas publicamente por oficiais da Marinha por volta de 1941, que fizeram declarações à imprensa nacional sobre seus modelos altamente detalhados de grupos de batalha naval previamente secretos e desconhecidos do público em geral. Isto levou que Tompkins fosse  recrutado e contratado para a Inteligência Naval em 1942.

Os documentos que Tompkins tem fornecidos em apoio do seu testemunho, confirmam que ele teve a habilidade, experiência e história de emprego por ter trabalhado no desenvolvimento de grandes espaçonaves anti-gravidade que foram secretamente concebidas sob contrato com a Marinha dos EUA, enquanto ele foi empregado na Douglas Aviação de 1950 a 1963.



O impressionante testemunho de Tompkins corrobora as afirmações fundamentais feitas por Corey Goode e outros informadores insiders independentes sobre os programas espaciais secretos examinados no livro, Insiders Reveal Secret Space Programs and Extraterrestrial Alliances (2015).

Após a publicação de sua biografia em dezembro de 2015, Tompkins recebeu uma cópia do livro Insiders Reveal Secret Space Programs and Extraterrestrial Alliance do Dr. Robert Wood. Em conversas telefônicas seguintes, Tompkins declarou que muitas das informações que havia lido em Insidersé substancialmente com base em revelações feitas por Corey Goode, que são precisas.

Durante a longa carreira de Tompkins com a US Navy Inteligência e indústria aeroespacial, ele compilou uma impressionante coleção de documentos que fundamentam o seu testemunho e a apoiam. Alguns desses documentos podem ser encontrados em seu livro, Selected by Extraterrestrials: My life in the top secret world of UFOs, think-tanks and Nordic secretaries.

De acordo com Tompkins, a Marinha dos EUA tinha empreiteiros corporativos projetando espaçonaves de diferentes classes com quilômetros de extensão com propulsão antigravidade desde a década de 1950 para o início de 1960, com início de construção em 1970, levando à sua implantação na década de 1980. Seu apoio documental dessas reivindicações é substantivo e convincente.
A 26 de março de 1941 em artigo publicado no jornal Evening Outlook de Santa Monica mostra Tompkins explicando seus modelos de navio para o Capitão da Marinha G.C. Gearing, comandante do Distrito Naval 11 em San Diego, Califórnia.



O testemunho e documentos de Tompkins fornecem uma poderosa evidência de que na década de 1980 e 1990, a Marinha dos EUA, de fato, secretamente implantou oito Naval Space Battle Group (Grupos de Batalha Espacial Naval) transportadores em um programa espacial secreto denominado Solar Warden.
© Michael E. Salla, Ph.D.
Mais informações:
  1. http://thoth3126.com.br/operacao-highjump-nazistas-na-antartica/
  2. http://thoth3126.com.br/nazistas-na-antartica-operacao-highjump-final-2/
  3. http://thoth3126.com.br/nazismo-operacao-paperclip/
  4. http://thoth3126.com.br/o-3o-reich-nazista-fatos-desconhecidos/
  5. http://thoth3126.com.br/eventos-incriveis-acontecendo-na-antartica/
  6. http://thoth3126.com.br/nazistas-na-antarticaum-video-russo-a-respeito/
  7. http://thoth3126.com.br/a-sociedade-thule-e-adolf-hitler/
  8. http://thoth3126.com.br/discos-voadores-dos-nazistas-alemaes/
  9. http://thoth3126.com.br/sociedades-secretas/
  10. http://thoth3126.com.br/nazismo-vril-e-o-poder-feminino-na-natureza/
  11. http://thoth3126.com.br/serpo-zeta-reticuli-o-programa-de-intercambio-post-6/
  12. http://thoth3126.com.br/antartica-aberturas-e-base-nazista-neuschwabenland/
  13. http://thoth3126.com.br/nazismo-os-arquivos-secretos-da-waffen-ss/
  14. http://thoth3126.com.br/illuminati-1-revelacoes-de-um-membro-no-topo-da-elite/
  15. http://thoth3126.com.br/eua-sabiam-sobre-acordo-nazista-com-extraterrestres-de-draco/
  16. http://thoth3126.com.br/o-nazismo-e-o-programa-espacial-secreto-dos-eua/
  17. http://thoth3126.com.br/programa-espacial-secreto-um-assombro/
  18. http://thoth3126.com.br/programa-espacial-secreto-dos-eua-e-mais-complexo/
Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.
www.thoth3126.com.br

Addthis Amazon AOL Mail Baidu Facebook Messenger Copy Link Email Gmail Google+ Google Translate Favorites LinkedIn Myspace Outlook Pinterest Twitter WhatsApp Yahoo Mail
Imprimir 

Pesquise no Site por Assunto

AS 10 MAIS DO MÊS