23 de out de 2016

Nikola Tesla: fatos...

10 fatos inconvenientes sobre a vida de Nikola Tesla…




English French German Spain Italian Russian Chinese Simplified

Existe uma aura de cientista maluco e incompreendido em torno do nome de Tesla.

Ele ficou conhecido tanto por suas contribuições revolucionárias no campo do eletromagnetismo e eletrotécnica quanto por fazer o estilo gênio indomável, daqueles que levam sua paixão pela ciência às últimas consequências. Seu estilo de vida, suas invenções e declarações polêmicas contribuíram para criar mitos em torno de sua história. Veja abaixo algumas verdades inconvenientes sobre Tesla (1856–1943), que também é um criador da modernidade para muitos de seus admiradores.

1 – Memória fotográfica:
talvez você conheça muitas pessoas pessoas que possuem essa qualidade. Elas registam imagens na cabeça como se tivessem um HD gigante dentro do cérebro. Uma das lendas criadas em torno de Tesla diz que ele possuía uma memória fotográfica incrível, que dispensava anotações. Mas, ao que tudo indica, não era bem assim. O gênio também precisava anotar várias de suas ideias mirabolantes no papel. Veja aqui o dossiê montado sobre Tesla pelo FBI.

2 – Morreu na pobreza: dizem que Tesla nunca foi recompensado à altura por seus feitos – ele não soube assegurar suas patentes devidamente e também foi passado para trás por concorrentes. Por isso, viveu uma vida de muitas dificuldades financeiras e morreu na pobreza. O fato é que Tesla teve chance de ganhar dinheiro, mas gastava muito com seus projetos arriscados e seu estilo de vida extravagante. Ou seja, mesmo se fosse rico, provavelmente, torraria todo o seu dinheiro. Várias passagens sobre as dificuldades financeiras da vida de Tesla podem ser encontradas no interessante livro“Tesla – Master of Lightning”, de Margaret Cheney e Robert Uth.

3 – Declarações absurdas: Tesla fazia algumas declarações fora do comum para a sua época. Algo que, nos dias atuais, poderia manchar a reputação de qualquer pesquisador. De acordo com o livro “Electrical Age, Volume 30”, em 3 de janeiro de 1901, por exemplo, o jornal New York Sun publicou que Tesla afirmara ter recebido sinais de rádio que ele julgava ser de Marte. Declarações como estas criaram uma imagem para o público em geral de que Tesla era um pesquisador muito à frente dos seus contemporâneos, porém, diante dos seus pares, o cientistas não possuía tanta credibilidade assim.

4 – Conversa com um pombo: no final de sua vida, Tesla havia desenvolvido algumas manias. Ele não gostava de joias, em especial mulheres usando brincos de pérolas e tinha mania exagerada de limpeza. Contudo, nada se comparava a sua adoração por bombos – em espacial os brancos. Ele dizia gostar desses pássaros acima de qualquer coisa. De acordo com o cientista, um dia um bombo branco entrou no quarto de hotel em que ele morava para dizer que “ela (a ave) estava morrendo”. Tesla disse que viu feixes de luz nos olhos do pássaro. Para o cientista, isso também foi um recado de que sua vida de trabalho tinha chegado ao fim. Leia mais sobre no Smithsonian Mag eSprott.
5 – Visão no parque: desde jovem, Tesla era obcecado com algumas ideias envolvendo eletricidade. Por conta disso, dormia muito pouco e trabalhava demais, um hábito que lhe rendeu um colapso nervoso. Em 1881, quando se recuperava do primeiro de muitos colapsos que teria na vida, Tesla andava no parque com um amigo, quando diz ter tido uma visão. Ali, ele começou a desenhar, na sujeira, um diagrama bruto de um motor com uso do princípio da rotação de campos magnéticos criados por duas ou mais correntes alternadas. Essa invenção escreveria o seu nome na história anos mais tarde. Saiba mais aqui.

6 – Insônia: Tesla dizia dormir apenas duas horas por noite, de acordo com o livro“Prodigal Genius: The Life of Nikola Tesla”, de John J. O’Neill. O cientista contava que, uma vez ao ano, se dava ao luxo de dormir cinco horas em uma noite para recarregar as energias. Tesla costumava rir de Thomas Edison, que dizia dormir quatro horas por noite. Aparentemente, Tesla deveria dormir mais do que ele dizia, já que é impossível para qualquer ser humano dormir tão pouco ao longo da vida. Funcionários de um hotel em que o cientista morava diziam vê-lo acordado à noite. Eles contavam que Tesla parecia não ter noção do que ocorria ao seu redor, como se estivesse dormindo acordado.

7 –  Invenção do rádio: muitos falam que Tesla deveria receber algum mérito na invenção do rádio, creditada a Guglielmo Marconi, considerado o pai do rádio moderno. Tesla disse que 17 de suas patentes foram usadas nos dispositivos de Marconi. O fato provocou problemas para Marconi garantir uma patente, mas , em última análise, os tribunais decidiram a seu favor. Segundo o livro, “The Science of Radio: With Matlab and Electronics Workbench Demonstration”, de Paul J. Nahin, Tesla nunca entendeu direito como as ondas elétricas funcionavam, acreditando que elas viajavam mais rápido do que a velocidade da luz.

8 – Máquina de terremotos: em 1893, Tesla patenteou um oscilador eletro-mecânico, movido a vapor, que mais tarde, de acordo com o inventor, ganharia uma versão que seria capaz de provocar um terremoto em Nova York. O oscilador entrou para a cultura popular como a “máquina de terremoto de Tesla”. Em 1935, quando fez 79 anos, Tesla relatou uma história em que disse que seu oscilador mecânico provocou vibrações extremas nas estruturas de prédios e até mesmo um terremoto no centro de Nova York. O cientista foi além e afirmou que seu invento poderia “partir a Terra em dois, como uma maçã”. O repórter John J. O’Nell incluiu a história na sua biografia de Tesla. O fato nunca foi comprovado. Saiba mais.

9 – Fracasso da Torre Wardenclyffe: uma das grandes apostas e também uma das grandes derrotas da vida de Tesla foi a Torre Wardenclyffe (1901-1917), em Shoreham, NovaYork. O ambicioso projeto recebeu US$ 150 mil de JP Morgan (em torno de US$ 4 milhões atualmente) e consistia na construção de uma enorme torre que poderia transmitir energia elétrica e comunicações sem fios para todo o planeta Terra. Tesla comprou o terreno, contratou gente para a construção, enterrou 16 suportes de aço na terra e começou a trabalhar no seu transmissor. O fato é que a torre nunca funcionou e assim como nunca ficou claro qual método Tesla quis usar para fazer a Terra agir como um imenso condutor. JP Morgan ficou insatisfeito com os resultados do projeto e se negou a dar mais dinheiro para a continuidade do experimento. Veja mais aqui.

10 – Por que Tesla nunca casou? Muitos faziam essa pergunta. Um dia, um repórter encontrou Tesla de bom humor e questionou se o casamento poderia funcionar para uma pessoa como ele. Tesla respondeu: “Para um artista, sim; para um músico, sim; para um escritor, sim; para um inventor, não. Os três primeiros podem ganhar inspiração pela influência de uma mulher (…) mas um inventor tem uma natureza intempestiva e apaixonada, que daria tudo para a mulher que ama e tiraria da área que escolheu. Eu não acho que você possa nomear um grande inventor que tenha sido casado.” Tesla, porém, concluiu que “é uma pena também que nós nos sentimos sozinhos.” Nem todos os biógrafos de Tesla concordam com essa seria a única razão do inventor nunca ter casado. Segundo John J. O’Nell, Tesla, na realidade, sentia mais atração por homens do que pode mulheres. Há ainda uma terceira via de pesquisadores da vida do cientista que alegam que ele escolheu mesmo viver no celibato. Leia maisaqui.


Fonte: https://nikolateslabrasil.wordpress.com/

Addthis Amazon AOL Mail Baidu Facebook Messenger Copy Link Email Gmail Google+ Google Translate Favorites LinkedIn Myspace Outlook Pinterest Twitter WhatsApp Yahoo Mail
Imprimir 

Pesquise no Site por Assunto

AS 10 MAIS DO MÊS