26 de nov de 2016

Em 2008 John Moore: 2017 a humanidade estará em perigo.



De acordo com o relatório do Banco Mundial e do Mecanismo Global para Redução de Desastres e Recuperação (GFDRR) há um aumento da resiliência dos pobres frente a desastres naturais. Os impactos sociais a partir dos desastres relacionados ao clima extremo, são mais graves do que o previsto anteriormente. 

Para fins de investigação, 117 países afetados por desastres naturais, como tempestades, inundações ou secas foram estudados. Um exemplo de um desastre tão devastador é o ciclone "Nargis", que atingiu Mianmar em 2008. Metade dos agricultores do país foi forçada a vender seus bens e terras, um sentimento de impotência que será sentida por muitas gerações.


Em geral, os mais pobres da população são deixados pra trás, são mais vulneráveis, incapazes de obter o apoio necessário dos governos, dos sistemas financeiros ou até mesmo amigos ou família.



John Moore é um “Boina Verde”, um combatente americano que enfrentou muitas missões de guerra, um herói nacional, por assim dizer. 





Em 2008, John fez uma apresentação com Slides e tudo bem explicadinho sobre o título: “O que o Governo não nos conta” - as implicações do aquecimento global sobre a raça humana.

Não se sabe por que diabos ele foi “escolhido” pelos Governantes para nos contar - há 7 anos atrás - o que poderá ocorrer futuramente – (aquilo que já sabemos, mas não acreditamos muito que aconteça). 

Imagine que ele foi "instruído” pelos negativos para nos falar sobre o Planeta X; ou Nibiru, ou Xena ou Marduk ou Hercolubus, ou Absinto, ou Planeta vermelho ou Estrela da Morte, ou seja lá que nome você queira dar. Fique à vontade, apenas escolha um, pois o evento será o mesmo.

Destaco aqui que, J. Moore foi “autorizado” pelos negativos a explicar a situação, pois ninguém (que faça parte da organização governamental) sai por aí contando o que tem vontade, isso não existe – é morte certa, sabemos disso.

Se ele está vivo e continua esse trabalho de formiguinha, é sinal que sua missão é alertar aqueles que já estão despertos, acordados, cientes, atentos a AGENDA mundial. 

Seu trabalho não tem alarde, não leva multidões aos auditórios, muito pelo contrário, atende a um grupo seleto de pesquisadores, de pessoas que estão atentas aos movimentos da massa, como nós aqui.

Penso que sua missão atual é similar a de “Noé”, descrito ludicamente pelos antigos, e como tal, John também não é levado a sério. 

Creio que a escolha por esse militar é estratégica. Um homem com uma imagem "acima de qualquer suspeita", com argumentos fortes sobre “sobrevivência” em caso de caos, afinal é um “BOINA VERDE” ! - e isso já diz tudo. 

Ao ouvir o que ele nos conta, espero que você perceba que não se trata de algo que “poderá ou não acontecer”... Esse tempo já acabou. Está acontecendo já! Nesse momento! 

O vídeo abaixo pode ser legendado, mas creio que muitos não saberão como fazer isso, daí decidi fazer um resumo simples da apresentação de quase duas horas do tal John Moore.

Então vamos lá. Respira fundo e força na peruca. Temos menos tempo do que eu pensava...

Resumo do vídeo abaixo pela minha observação e comentários – Assista, mude a legenda, peça alguém para traduzir, mas não leia apenas meu ponto de vista, isso é muito pobre.



John começa dizendo que sabe muito e antes do que todos, pois na área militar estão sempre preparados com muita antecedência aos eventos futuros. 

As 100 grandes fortunas do planeta estão sendo preparadas. Diz que os países mandatários como USA, Canadá, Inglaterra, China, Rússia, Vaticano, têm total conhecimento de tudo, mas acredita que o Presidente do Zimbabue não faz a menor ideia do que vem pela frente...

Seus amigos da inteligência interna lhe avisaram, mas ele riu, não acreditou. Pediram que ele pesquisasse sobre o clima, ventos que golpeariam a terra, e ondas gigantescas e muitos terremotos e foi à pesquisa dos fatos.

Um relatório feito por Peter Schwartz e Doug Randall em 2003 descreve os eventos relacionados às mudanças climáticas e suas implicações na vida na Terra. O link do relatório aqui – 


Ele destaca uma passagem desse relatório que diz: o gradual aumento das temperaturas poderia levar uma desaceleração relativamente abrupta dos oceanos, que transportam calor pelas correntes do Golfo, levando condições de inverno rígido, reduzindo drasticamente a umidade do solo e ventos mais intensos em certas regiões do planeta que oferecem a maior parte da produção de alimentos a todos, resultando numa queda significativa de produtos o que significaria a morte de muitas pessoas pela fome. 

Ele comenta sobre o filme “O Dia depois de amanhã” – diz que há muita ciência nele, mas também muita ficção. A parte da ficção é a de culpabilizar o HOMEM pelo aquecimento global. 

O teor de sal dos oceanos, responsável pela manutenção das correntes quentes que circulam no planeta está mudando por conta da inundação de água doce das geleiras Groelândia e Antártica. A alteração da sanilidade dos oceanos está retardando a corrente do Golfo e em algum momento ele vai parar... por 3, 5 ou 20 anos...



Os aposentados da Marinha americana foram aconselhados a se mudarem para o centro do país, sair do litoral por conta da subida do nível do mar.

A Nasa “descobriu” em julho de 2009 o 10º Planeta do nosso sistema Solar que batizaram de Xena. Esse planeta passa a cada 3.600 anos causando muitos problemas para os habitantes da Terra. A interatividade elétrica entre essa aproximação produz movimentos geológicos que consequentemente mudam o clima no ambiente. 

John chama atenção para o uso do veneno diário – flúor e agentes químicos no nosso consumo. Ele diz que não há diferença entre um pesticida e uma pasta de dentes. 

A CIA comunica em 2005 que levará seus escritórios para Denver. Por quê? 

Nem seus funcionários entenderam essa, mas a gente sabe.



Al Gore trouxe a ideia de que os gases de CO2 poderiam ser controlados pelo homem evitando o aquecimento global – segundo John, isso foi uma distração para entreter o povo enquanto as coisas avançam sorrateiramente. Essa tática foi criada no final dos anos 70 para ocupar a macacada e dar a eles uma ideia de que tudo ficará bem. 

Os cálculos dos especialistas apontaram para 2016 o início do caos, quando as coisas ficarão violentas como o aumento do nível do mar e em seguida, em 2050, o estrago estará feito.

O governo gasta milhares e milhares de dólares com o imposto dos cidadãos em abrigos subterrâneos para acomodar uma elite de cientistas, médicos, militares e seus familiares. Que prédios do Wallmart são fachadas para bunkers futuros. A ideia dos que controlam a humanidade é de reduzir a macacada substancialmente. 

Slides apresentados na palestra

Fase 1 da Agenda: Comercio normal, família segura, interagindo, fazendo planos futuros.

Fase 2: há uma mudança abrupta no clima, terremotos, maremotos etc. Muitos cientistas da NASA em seus jalecos dirão; OK, voltem para seus jogos de beisebol, amanhã as coisas vão melhorar. 

Fase 3 terá um período de tempo menor para as pessoas perceberem que as coisas estão bizarras e perigosas. Vão começar a se preparar realmente para o que virá. 

Muitas pessoas perguntaram ao John: “o governo não nos conta porque não deseja pânico?” – Ele responde; “Não, o governo não quer que a economia pare”. “Eles precisam manter essas pessoas no escuro o maior tempo possível”. 

Fase 4: fim do mundo que conhecemos

Uma vez que o nível do mar subir, toda a estrutura social irá ruir. Por exemplo, os navios carregados de produtos e alimentos volumosos não poderão fazer mais entregas. As pessoas que estão no litoral ficarão sem água potável. A lei Marcial será imposta diante do caos econômico que será gerado pela falta das estruturas básicas da vida. 

Ele dá exemplos de Lei Marcial: toque de recolher das 22h às 6h manhã. Ninguém sai à noite. Poderia também levar 24h de recolhimento. Restrição a compra de armas, munição, álcool ou combustível. Racionamento de comida. Racionamento de água, eletricidade, como no Iraque e Síria ultimamente.

O “time frame” (período de tempo para agir) para as mudanças ocorreram em 2010. O foco em 2012 foi uma distração.

Meus comentários sobre essa palestra do J. Moore.


Fato: Colorado tornou-se um importante centro de inteligência desde 11 de setembro de 2001. A CIA “se mudou” de Manhattan antes do ataque das torres gêmeas, basta pesquisar, seus escritórios foram “deletados” no W. Trade 7.

Hoje uma grande erupção ocorreu na Rússia às 02:30 UTC em 20 de Novembro de 2016 com o vulcão Kamchatka.


Foram 3 vulcões a entrar em erupção simultaneamente em 16 de Abril, 2016: Villarrica (Chile), Mt. Cleveland (EUA), Colima (México). No dia anterior, outra erupção foi gravada no Japão Mt Aso, apesar de ter sido dispensado como sendo "de pequena escala". 

Também digno de nota: 5 grandes terremotos ao longo de dois dias anteriores a essas erupções ocorreram em período curto demais. Aumento sensível de SINKHOLE pode ser facilmente observado. Os ventos – furacões, tornados - na Europa se tornaram frequentes. As Chuvas estão minando os campos agrícolas na Ásia. 

O aumento da atividade explosiva no Monte Cleveland, Alaska, EU, terremoto na Nova Zelandia recentemente e o que ainda não imaginamos, podem ser os sinais mais precisos desse momento que John destacou para 2016. 

Claramente muita coisa está acontecendo abaixo da superfície do planeta, mas isso não saíra no seu noticiário da TV. Eles querem você calmo e alienado, mas aqui nesse BLOG não pouparei notícias.


Fonte: verdadadeabsoluta.com


x

Pesquise no Site por Assunto

AS 10 MAIS DO MÊS