25 de jan de 2017

ETs na Antártica?

DR. MICHAEL SALLA / COREY GOODE - "VISITA À ANTÁRTICA CONFIRMA DESCOBERTA DE CIVILIZAÇÃO EXTRATERRESTRE REPENTINAMENTE CONGELADA" 


No início de janeiro de 2017, o denunciante do programa espacial secreto, Corey Goode, disse que foi levado para a Antártica para testemunhar as primeiras escavações científicas de ruínas de uma antiga civilização congelada, enterrada sob dois quilômetros de gelo. Enquanto a descoberta das ruínas, remontam à primeira expedição alemã nazista, em 1939, de acordo com Goode, é somente desde 2002 que as escavações por arqueólogos e outros cientistas foram permitidas. Os arqueólogos, supostamente prepararam documentários e trabalhos acadêmicos. cuja liberação irá surpreender Comunidade científica.

Na atualização de dezembro de 2016, Goode descreve como ele tinha sido anteriormente informado das escavações Antárticas de várias fontes e, depois tais escavações foram reveladas, também, a ele por um oficial superior do programa espacial secreto da USAF, que apelidou de "Sigmund". Sigmund liderou uma missão secreta envolvendo vários raptos e interrogatórios de Goode , que estava sendo testado com vistas a fidelidade de suas informações.

Depois de estar satisfeito com a precisão das informações e fontes de Goode, Sigmund inesperadamente compartilhou alguns dos seus conhecimentos sobre as escavações na Antártica. Envolveu uma civilização de 10 a 12 pés de altura "pré-Adamitas" com crânios alongados.

Três naves-mãe de forma oval, com cerca de 30 milhas de diâmetro, foram descobertas nas proximidades, revelando que os pré-adamitas eram de origem extraterrestres e que tinham chegado na Terra cerca de 55.000 anos atrás. Um das três naves-mães foi escavada, descobrindo-se que possui muitas espaçonaves menores a bordo. A civilização pré-adamita, pelo menos a parte dela baseada na Antártida, foi congelada num evento rápido e fulminante evento cataclísmico que aconteceu há aproximadamente 12.000 anos.

Goode também foi informado por seus contatos de que as tecnologias muito avançadas e os restos dos pré-adamitas foram removidos de um sítio arqueológico, que será tornado público. Equipes de arqueólogos têm trabalhado com o que restou e disseram para manter em segredo o que tinham visto.




Descrição artística das ruínas encontradas sob a Antártica. Permissão: Sphere Being Alliance


Além disso, determinados artefatos antigos de outros locais, serão trazidos de vastos armazéns e expostos no sítio arqueológico para divulgação pública. Em seu anúncio iminente sobre a escavações Antárticas, a ênfase será sobre os elementos terrestres da civilização rapidamente congelada, a fim de não chocar demasiadamente a população em geral. 

De acordo com Goode, é provável que tal anuncio que seja programado como uma distração para futuras fugas dos crimes de guerra imputados às elites globais, na medida em que surgirem vazamentos sobre redes internacionais de pedofilia e tráfico de crianças. 


Até recentemente, tudo o que Goode sabia sobre as escavações da Antártida havia sido compartilhado por fontes internas ou Sigmund. Isso mudou no início de janeiro de 2017, quando Goode foi levado até a Antártica para testemunhar as ruínas e as escavações em andamento.

Em 24 de janeiro, num breve briefing pessoal e, posteriormente, num jantar, que incluiu David Wilcock, Goode relatou alguns detalhes sobre sua mais recente viagem à Antártida. Ele já havia relatado uma visita anterior à Antártida, onde conseguiu ver cinco das bases subterrâneas, pertencentes ao Conglomerado Corporativo Interplanetário - CCI, um programa espacial secreto corporativo, baseado na Antárctica.




Descrição artística da base do CCI, na Antárctica, testemunhada por Corey Goode. Permissão: Sphere Being Alliance

Goode disse que, pouco depois do Ano Novo de 2017, foi levado para numa nave espacial "Anshar" para a Antártida. Os Anshar formam uma das sete civilizações da Terra Interior que Goode encontrou. Em relatórios anteriores, relatou que foi levado para a principal cidade subterrânea dos Anshar, onde testemunhou suas tecnologias avançadas. 

Goode descreveu seus múltiplos encontros com Kaaree, uma Alta Sacerdotisa Anshar, que tem agido como seu guia e amigo em muitas viagens a Terra Interior, à Antártica e ao espaço profundo.

Outra figura-chave nas revelações de Goode é "Gonzales", que é um tenente-comandante da Marinha dos Estados Unidos, que foi o contato inicial de Goode com uma Aliança do Programa de Espaço Secreto, compreendendo o Programa de Vigilância Solar da Marinha (Solar Warden), juntamente com desertores de outros programas espaciais secretos.

Depois de ser exposto, devido a abduções involuntárias e interrogatórios de Goode, conduzidos por "Sigmund", Gonzales tornou-se uma ligação entre um Programa Espacial Secreto dos Mayas e da Aliança SSP, que já não exige sua presença na Terra.

Em sua visita de janeiro de 2017, Goode diz que foi acompanhado por Kaaree, Gonzales e outros dois representantes da Civilização da Terra Interior, em que um dos quais pertencia a uma raça de aparência asiática, que Goode descreveu em sua reunião inicial como representante das sete civilizações da Terra Interior.

Goode e os outros, foram levados pela espaçonave Anshar para uma porção não escavada das ruínas. Esta era uma área em que as equipes científicas próximas ainda não alcançaram, por isso, ainda intocada, mostrando toda a extensão de uma civilização que tinha sido repentinamente congelada.

Goode descreveu ter visto corpos congelados retorcidos e contorcidos de várias maneiras, evidenciando uma catástrofe claramente imprevista.





Corpos encontrados após a escavação da Antiga Pompéia.

Ele disse que os pré-adamitas eram muito esbeltos. Afirmou que era evidente que, ao examinar seus corpos que eles tinham evoluído num planeta com um ambiente gravitacional muito menor. 

Além dos Pré-Adamitas, Goode também viu muitos tipos diferentes de seres humanos de tamanho normal, alguns dos quais tinham curtas caudas, enquanto outros tinham crânios alongados, semelhantes aos Pré-Adamitas. A conclusão que Goode chegou, foi que os Pré-Adamitas estavam conduzindo experimentos biológicos com seres humanos nativos do planeta.





Representação artística de um Pre-Adamita, juntamente com um ser humano de tamanho normal, com cabeça de formato cônico. Permissão: Sphere Being Alliance

Gonzales tinha um instrumento para coletar amostras biológicas, que mergulhou nos vários corpos congelados. O material biológico seria entregue para estudo a ser realizado pelos cientistas da Aliança do Programa Espacial Secreto. 

Além disso, havia rolos de uma liga metálica que enrolada com algum tipo de escrita neles. Os Anshar e outros representantes da Terra Interior estavam coletando tantos desses pergaminhos quanto possível.

Em relatórios anteriores, Goode descreveu a Biblioteca Anshar, como sendo bastante extensa e possuindo muitos artefatos antigos de múltiplas civilizações. Os Anshar, estava adicionando os registros históricos dessa civilização congelada à sua biblioteca.

Além disso, Goode disse que sua expedição não foi testemunhada pelos cientistas e arqueólogos que trabalham nas escavações, em outras partes das ruínas Antárticas. A nave Anshar tinha viajado através do gelo para chegar às ruínas. Goode lembrou como a nave poderia facilmente viajar através das paredes usando suas tecnologias avançadas.

A razão da viagem de Janeiro de Goode à Antártica, foi para a confirmação do que tinha sido lhe informado mais cedo, de várias fontes e do oficial USAF, Sigmund. As escavações da Antártida, são bastantes reais e, Gonzales, até agora, era primeira testemunha principal dela. Espera-se que mais detalhes sobre a viagem de Goode para a Antártica e os Pré-Adamitas, seja lançado por David Wilcock em seu próximo artigo, "Endgame III/Fim de Jogo III".



A visita de Goode e a confirmação da descoberta da Antártica são altamente significativas. É uma confirmação perturbadora da teoria de Charles Hapgood, de que as mudanças de pólos têm sido uma ocorrência regular na história da Terra. A civilização Pré-Adamita congelada não foi o único caso deste tipo de catástrofe que afetou uma civilização antiga.

A visita de muitos dignitários à Antártica em 2016, incluindo o então Secretário de Estado John Kerry, Buzz Aldrin, o Patriarca Cirilo e muitos outros, em anos anteriores, é evidência circunstancial de que uma descoberta importante foi feita na Antártida. Graças a Corey Goode, agora, temos testemunho de primeira mão da extensão total da descoberta Antártida e as escavações científicas em andamento desde 2002, que se espera que anunciem alguns elementos dessa descoberta, em breve.

Michael E. Salla, Ph.D. 




Autor: Michael E. Salla, Ph.D
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
Veja mais Artigos Aqui

Pesquise no Site por Assunto

AS 10 MAIS DO MÊS