4 de jul de 2017

Alinhamento da Nova Atlântida


Existe um alinhamento muito interessante de locais poderosos que está muito associado à criação da Nova Atlântida.

Antes de continuar, é preciso explicar o que significa a Nova Atlântida, e parte da sua história.


Atlântida é um nome usado para descrever a criação de um mundo de Luz, a nova sociedade que estará além da dualidade. O primeiro modelo para esta sociedade foi ancorado nas Plêiades há milhões de anos atrás. As pedras de Moldavite vieram do planeta onde a primeira Atlântida foi estabelecida, e são o resultado de uma explosão causada por experiências feitas durante a primeira Atlântida e, portanto, mantêm uma ligação ao fluxo energético da criação da Atlântida.




A segunda Atlântida foi criada na Terra, tendo a sua principal âncora num continente que estava localizado no oceano Atlântico Norte ao redor das ilhas dos Açores. Esta era originalmente uma sociedade de Luz pura, que depois foi infiltrada e envolveu-se em conflitos criados pelas forças escuras, resultando no início da prisão da Terra há 26000 anos atrás, e afundando o continente Atlante há 13000 anos atrás.


Nos últimos 13000 anos, as forças da Luz mantiveram a chama viva, trabalhando em planos de longo prazo para a criação da Nova e última Atlântida, uma vez que as forças das trevas desaparecerão completamente, e o mundo inteiro poderá viver novamente na Luz.




Uma das primeiras e principais âncoras para isso está localizada no lado leste do Mediterrâneo, que era uma colônia Atlante e, então, quando o continente Atlante se afundou, alguns grupos de Luz Atlantes estabeleceram-se aí, em particular em torno do Egipto e Israel.


O património desses grupos foi transmitido ao longo de gerações, em particular entre os grupos de Essénios que estavam por detrás dos Reis David e Salomão e, mais tarde, por detrás de Jesus e Madalena, que depois foram transmitidos quando Madalena foi para a França, resultando na criação dos Templários, Cátaros e no Priorado do Sião, e que se difundiram internacionalmente, apesar da supressão e infiltração das trevas, e trabalharam nesses planos de longo prazo para a Nova Atlântida.


St Germain / Francis Bacon surgiu desses grupos e trabalhou muito de perto com os Templários da Luz.


Agora vamos falar sobre o alinhamento. Um ponto central neste alinhamento é o Palácio de Versalhes, perto de Paris. Existem fortes conexões entre este lugar e St Germain, que esteve muito activo aí, em particular durante o século XVIII, tentando inspirar novas ideias e reformas dentro da corte real em ligação com as redes originais da Maçonaria Livre (antes de serem infiltradas pelas trevas, quando ainda tinham uma ligação muito forte com a Luz). Ele também trabalhou energicamente para iniciar alguns membros da corte nos mistérios da Deusa, em particular a Princesa de Lamballe. A energia dessas iniciações é particularmente forte em torno do Templo do Amor no Petit Trianon, onde era o quarto da rainha, sendo que ele era um amigo íntimo da Princesa de Lamballe.


Veremos que este alinhamento da Nova Atlântida está muito associado a St Germain que, claro, é um dos actores principais que trabalham na criação da Nova Atlântida.


O palácio de Versalhes é construído ao longo de um eixo principal:




Se estendemos essa linha para Oriente, chegamos exatamente à Cúpula da Rocha em Jerusalém, uma âncora histórica fundamental para alguns dos grupos Atlantes de Luz que mencionei (Essénios). A distância de Versalhes a Jerusalém é de cerca de 3333 km.


Ao longo desta linha estão alguns outros locais muito interessantes.




A Suíça tem conexões particularmente fortes com os Templários da Luz:




Depois, vai exactamente através de Veneza, um vórtice central da Deusa e âncora para os grupos de Luz, onde St Germain foi iniciado nos mistérios da Deusa:







Para além disso, também passa pela Grécia, outra forte âncora para os antigos grupos atlantes. É exactamente através de Alexandria, no norte da Grécia (Alexandre o Grande estava ligado aos grupos que preservaram a herança da Atlântida) e, posteriormente, muito perto da ilha de Samos (lar de Pitágoras) e através da ilha de Chios, um forte vórtice com uma rica e intensa história assim como características geológicas especiais.





De volta a Versalhes, se estendemos a linha para Oeste, alcança exactamente o obelisco perto da Casa Branca, em Washington DC.



Isto é particularmente significativo, pois St Germain foi a principal força motriz da criação original dos EUA, que ele imaginou como a primeira âncora da Nova Atlântida. Ele estava muito ligado aos fundadores originais dos EUA que trabalharam em DC. Infelizmente, os EUA foram fortemente infiltrados pelas trevas, mas uma vez removidos, um Renascimento irá ocorrer nos EUA e a Nova Atlântida florescerá lá, graças ao modelo e à visão ancorados por St Germain e as forças da Luz que com ele trabalham.


A distância entre Versalhes e o obelisco de DC é de cerca de 3333 milhas náuticas.


Este alinhamento dá-se exactamente através de todas as principais cidades da costa leste do norte como Boston, Nova York, Filadélfia e DC:





Também atravessa a parte ocidental de Long Island, muito perto do Templo do Amor, que foi construído lá, e que foi inspirado no Templo do Amor original, em Versalhes, e que foi a âncora principal para a energia das iniciações da Deusa por St Germain, na corte francesa:




Depois, percorre notavelmente Asheville NC, que é um vórtice poderoso, e depois por Atlant(is)a nos Estados Unidos, no estado da Geórgia.


Seguidamente, ele desce pelo México, outra âncora poderosa dos antigos grupos Atlantes, nomeada e exactamente por Tula, antiga capital do império Tolteca. As famosas estátuas da pirâmide são vulgarmente chamadas de “Atlantes”.




Também é interessante notar que a linha também passa por Cornwall em Inglaterra, uma âncora fundamental para os grupos da Luz em torno do Rei Artur, e também através da Nova Escócia, no Canadá, uma forte âncora dos Templários da Luz e de St Germain / Francis Bacon (Oak Island).


Para esclarecer, não quero dizer com isto que estes são os únicos lugares para a Nova Atlântida, existem muitos outros lugares poderosos para além dos deste alinhamento, sendo que este é apenas um alinhamento particular com uma força muito poderosa.


Vamos ancorar a Luz novamente na rede de Luz para ancorarmos o modelo da Nova Atlântida mais uma vez, e eu sugiro que as pessoas enterrem as pedras Cintamani em qualquer lugar ao longo desse alinhamento, e também continuem a enterra-las por todo o planeta até alcançarmos o Avanço.




Vitória da Luz

Veja mais artigos / entrevistas do COBRA Aqui

Pesquise no Site por Assunto

AS 10 MAIS DO MÊS