1 de jul de 2017

China: Misteriosas e Enigmáticas Cavernas e Grutas de Longyou

As cavernas de Longyou foram descobertas em 1992, são uma série de grandes cavernas artificiais localizadas na província de Zhejiang, na China. Até agora foram encontradas 24 cavernas, todas esculpidas artificialmente. Ninguém sabe quem as construiu. Embora a escavação global tenha envolvido quase um milhão de metros cúbicos de pedra, não existe registro histórico nem evidência deste trabalho. Sua origem é um mistério completo !


Atualmente não existe explicação para a sua existência. Elas representam uma das maiores escavações subterrâneas dos tempos antigos.
Elas são consideradas pelos chineses como a “Nona Maravilha do Mundo Antigo”.
Em junho de 1992, um aldeão chamado Wu Anai, decidiu bombear a água de uma das cavernas conhecidas localmente, revelando a primeira de muitas cavernas artificiais na região. Após 17 dias de bombeamento, foi removida uma quantidade suficiente de água para revelar a caverna, incluindo várias estelas esculpidas, confirmando assim a ideia de que não eram reservatórios naturais, mas sim artificiais. O piso da gruta ocupa mais de 2.000 metros quadrados, com o ponto mais alto da caverna sendo superior a 30 metros. As quatro estelas da caverna 1 são distribuídas simetricamente. Após essa descoberta, ele continuou a bombear a água das outras quatro cavernas e descobriu que todas elas apresentavam as mesmas marcas nas paredes e no teto.

Cada uma das cavernas está coberta do chão ao teto, por linhas paralelas que foram cinzeladas praticamente em todas as superfícies. O efeito é um padrão uniforme em todas as cavernas, o que exigiria mão de obra imensa e horas sem fim para executar este trabalho.

De acordo com Yang Hongxun, especialista do Instituto Arqueológico da Academia Chinesa de Ciências Sociais, “no fundo de cada caverna, os antigos [construtores] não podiam ver o que os outros estavam fazendo na gruta próxima. Mas o interior de cada caverna tinha que ser paralela com a outra, senão a parede de uma gruta invadiria a outra. Assim, o aparelho de medição usado era extremamente avançado. Um pŕojeto deve ter sido criado previamente sobre os tamanhos, locais e distâncias entre as cavernas”.

A estimativa aproximada da carga de trabalho envolvida na construção destas cinco cavernas é impressionante. Quatro cavernas cobrem uma superfície média de piso de 1.200 metros quadrados, de modo que cada uma das cavernas deve ter envolvido escavações de 36.000 metros cúbicos de pedra. Como atualmente é conhecido um total de pelo menos 24 destas cavernas encontradas em Shiyanbei Village, a escavação total seria de 900 mil metros cúbicos.

Dizem que entre elas estão sete cavernas cujo padrão de distribuição se assemelha ao das sete estrelas da Ursa Maior.
Na caverna 1, que foi aberta para o turismo, podem ser vistas esculturas de pedra produzidas em artesanato simples antigo, de cavalo, peixe e pássaro (Terra, Água e Ar). A cabeça do pássaro tem uma aparência semelhante a uma descoberta no site Hemudu.

Como na maioria das aldeias no sul da China, existem muitas lagoas em Shiyanbei, mas estas são principalmente retangulares e muito profundas, sendo conhecidas como “lagoas sem fundo” por gerações de aldeões. Nestas lagoas os peixes são facilmente capturados. Quando a primeira caverna foi seca por bombeamento, nenhum peixe foi encontrado.

Esta descoberta chamou a atenção de muitos especialistas da China, Japão, Polônia, Cingapura e EUA. Uma das questões mais interessantes e desafiadoras é como as cavernas conseguiram manter sua integridade por mais de 2000 anos.

Créditos: ancient-wisdom.co.uk utaot.com
Origem: crystalwind
Tradução e Divulgação: A Luz é Invencível ☼

Pesquise no Site por Assunto

AS 10 MAIS DO MÊS