29 de jul de 2017

Nazistas e a Lua


Bulgária: Pesquisador afirma que NAZISTAS CHEGARAM À LUA, partindo de uma Base na Antártica.

Os nazistas foram os primeiros a pisar na Lua – superando o astronauta norte-americano Neil Armstrong por 27 anos, de acordo com uma teoria da conspiração.


Motores de foguetes nazistas confiscados depois da guerra.

Os nazistas lançaram uma nave espacial para a Lua, 27 anos antes do astronauta norte-americano Neil Armstrong colocar a pé na superfície lunar durante a missão Apolo 11, alegado de forma chocante

Adolf Hitler ordenou a uma tripulação de astronautas do Terceiro Reich a visitarem a Lua em 1942 – no meio da Segunda Guerra Mundial, de acordo com uma teoria maluca.

Um teórico da conspiração acredita que astronautas nazistas caminharam na superfície da Lua usando um foguete desenvolvido pelos principais cientistas de Hitler.

O pesquisador búlgaro, Dr. Vladimir Terziski, afirma ter evidência” da missão que obteve sucesso do Terceiro Reich.

O engenheiro e físico sugere que os alemães desenvolveram um programa espacial com seus aliados japoneses da Segunda Guerra Mundial.

De forma notável, o Dr. Terziski dá palestras em todo o mundo apresentando sua teoria.

Ele ainda afirma que os alemães estabeleceram uma base na Lua após o fim da Segunda Guerra Mundial.

Isso se relaciona às alegações de que os nazistas derrotados fugiram para a Antártica depois da guerra, e trabalharam no seu programa espacial secreto a partir daí.

Os cientistas nazistas, liderados pelo general da SS, Hans Kammler, que supervisionou o programa de foguete de Hitler, obtiveram êxito neste projeto.

A base secreta da Antártica foi chamada Neu-Schwabenalnd, segundo as palestras do Dr. Terziski.

Ele também afirma que testes foram realizados a partir de esconderijos nazistas na América do Sul, para onde muitos oficiais principais escaparam.

O especialista acredita que o rápido aumento dos avistamentos de OVNIs da década de 1940 eram naves de teste nazistas.

Ele disse:
Os alemães pousaram na Lua no início de 1942, utilizando seus grandes discos de foguetes exo-atmosféricos do tipo Miethe e Schriever.
Desde o primeiro dia de pouso na Lua, os alemães começaram a cavar túneis sob a superfície e, no final da guerra, havia uma pequena base de pesquisa nazista na Lua.

No entanto, a teoria foi criticada como sendo pura fantasia pelos acadêmicos.

Colin Summerhayes, um geólogo da Universidade de Cambridge, publicou um documento acadêmico de 21 páginas para refutar a existência da suposta base OVNI Nazista secreta no Pólo Sul.

Ele concluiu:
Os alemães não construíram uma base secreta antes, durante ou imediatamente após a Segunda Guerra Mundial.

Contudo, houve um grande interesse no voo espacial entre os nazistas.

A Alemanha tinha tecnologia avançada de foguetes que foi usada para desenvolver as aterradoras bomba V1 e V2, que faziam chover a morte na Grã-Bretanha.

Bombas V-2

O Terceiro Reich também desenvolveu um “disco voador” – a asa voadora Horten Ho 229, que muitas vezes alimenta as teorias dos OVNIs nazistas.

Werner von Braun foi principal cientista alemão que
ajudou os Estados Unidos em seus projetos espaciais.
E, ex-cientistas nazistas de foguetes foram fundamentais para que o verdadeiro primeiro homem chegasse à Lua, Neil Armstrong.

Os EUA recrutaram cientistas nazistas para ajudar a desenvolver o programa espacial que viu a Apolo 11 pousar na Lua em 1969.

Sua ajuda foi em troca de eles não enfrentarem a justiça por crimes de guerra.

Tudo começou em 1945, após a rendição da Alemanha, quando os EUA começaram a recrutar cientistas nazistas para ajudarem com o contínuo esforço de guerra contra o Japão no Pacífico.

Os homens responsáveis ​​pelo mortal foguete V2 que atingia Londres foram indultados em troca de sua cooperação. Muitos deles foram mais tarde instrumentais no desenvolvimento do programa espacial dos EUA.

x

Sugestão do Editor.

AS 10 MAIS DO MÊS