Menu 2

.

8 de set de 2018

Jesus

Existe, atualmente, uma séria corrente de pensamento que tem por meta destruir Jesus.
Por que?
Numa guerra, sempre se mira no comandante e estamos em guerra.
Momentos de muito tumulto espiritual, sem dúvida, estamos atravessando.
Amar Jesus e tê-lo como Mestre não reduz e nem menospreza Buda, Confúcio, Zoroastro e tantos avatares que por aqui andaram a semear a Luz.
Mas, em tempos tão doidos que pessoas inteligentes brigam porque creem que a Terra é plana, o que será de espantar?

Jesus não é unanimidade mundial. Ninguém é neste mundo polipartido. Jesus prega algo que a maioria nem consegue entender o sentido.

Apenas, traçando um paralelo, hoje, haverá algum espírita que conteste Chico Xavier?
Contudo, ele passou décadas sendo atacado é menosprezado pelos espíritas.

Hoje, estão reencarnados, retornando de exílio um número muito significativo de romanos, de inquisidores espanhóis, de trevosos em chances derradeiras de despertarem.
Vivemos tempos medievais em que pese a tecnologia em absoluta e extraordinária evolução.

Como nunca a intolerância se manifesta de modo cada vez mais contundente e cruel.

E continuamos dizendo que Deus nos ajuda, que Jesus e os Espíritos de Luz deste e de outros planetas estão nos ajudando.

Claro que estão. É óbvio.

Mas a pergunta a se fazer é: estamos nós mesmos a nos ajudar?

Jesus no leme!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe deixe seu comentário:

AS 10 MAIS DO MÊS

...

.

PESQUISE POR ASSUNTO