8 de fev de 2019

Influências Lunares e Cirurgias Eletivas…

Vega Conhecimentos
 
Les Tres Riches Heures du Duc de Berry, 15o século.


As influências lunares são verdadeiramente notáveis em assuntos relacionados à medicina, agricultura, corte de madeiras, criação de animais, etc.

Tal influência é notável na gestação e desenvolvimento do ser humano, determinação do sexo e, especialmente como método profilático de saúde, planejamento de trabalho, vocação e profissões adequadas à organização física e mental, etc.
A Lua produz no corpo humano uma verdadeira maré de sangue e plasma.
De acordo com o princípio hermético de afinidade, as vibrações concordantes, tanto físicas como mentais, se refletem sobre o afim e isto é notável nas influências dos signos zodiacais e no percurso da Lua sobre estes, refletindo-se no organismo físico e nas funções do ser humano.
Nos dias em que a Lua passa por cada signo do Zodíaco, sua influencia se faz sentir sobre as partes, órgãos e funções que tal signo governa. Isto significa que uma pessoa que sofre do coração deve procurar tranqüilidade e repouso nos dias em que a Lua esteja em Leão, quando tal órgão experimenta grande tensão devido à quantidade de sangue e plasma que a Lua leva aos tecidos do coração.
Podemos dizer que a Lua sensibiliza tal parte nestes dias. O mesmo podemos dizer em relação a passagem da Lua pelos demais signos e respectivos órgãos por eles governados, acrescentando ainda que o Sol produz um efeito semelhante em seu percurso pelos diversos signos do Zodíaco. Continuando com este exemplo teremos que, quando o Sol passa por Leão, de 20 de julho à 20 de agosto, os cardiopatas deverão ser mais cautelosos com sua saúde e, sobretudo, os dias desse período em que a Lua passa também por Leão, principalmente na lua nova, quando a lua faz conjunção com o Sol , neste período.
O ideal para uma cirurgia é quando a Lua NÃO PASSE pelo signo que rege o órgão enfermojá que tende a provocar uma hemorragia maior para o enfermo e trabalho difícil para o médico, com as conseqüências correspondentes. Entretanto, estes dias em que a Lua passa pelo signo que rege a parte enferma são os mais apropriados para tomar medicamentos orais ou injetáveis para a respectiva parte afetada. O sangue e o plasma levarão diretamente ao órgão focal a ser tratado os remédios correspondentes.
As cirurgias se realização, inquestionavelmente, segundo indicação e conduta médica, porém nos casos em que seja possível uma cirurgia eletiva, programada, o enfermo deve tentar evitar os dias e os meses solares impróprios pelos fatores indicados anteriormente. O médico que conhece estas noções não se oporá em satisfazê-las sempre que a cirurgia não seja urgente.
Ainda que o médico nada saiba disso, poderá atender ao pedido de seu paciente por não ignorar seu valor psicológico: ir a mesa de cirurgia com fé e tranqüilidade favorece o prognóstico e o êxito da cirurgia.
Segundo o aforismo n° 6, da obra “Astrodiagnose”, de Max Heindel e Augusta Foss Heindel, “ Cirurgias não devem ser efetuadas quando a Lua transita no signo que governa a parte do corpo a ser operada. Ptolomeu disse : “Não se façam incisões com instrumentos de ferro naquela parte do corpo governada pelo signo em que de fato se encontre a Lua”.
Segundo o aforismo n° 7, dos mesmos autores, em “Astrodiagnose”, “Raramente têm êxito as operações realizadas por ocasião da mudança da Lua. Para uma cirurgia, escolha-se um momento em que a Lua esteja crescendo ou, conforme se diz comumente, à luz da Lua. Não se deve operar quando o Sol esteja transitando pelo signo que governa a parte do corpo a ser cortada.
Repetindo, o ideal é, para uma operação, que a Lua não esteja no signo que rege a parte a operar e que , também esteja em crescente, da Lua Nova à Lua Cheia, o qual favorecerá a rápida cura com menos perigo de complicações posteriores.
Isto não é uma simples crença, como muitos supõe. São coisas fáceis de demonstrar e comprovar pelo médico e os enfermos em geral. Na LuaCrescente as feridas e operações curam mais rapidamente que na Minguante, com menos possibilidades de perigosas seqüelas.
Da Lua nova à cheiaos estimulantes produzem maior efeito, e os sedativos/analgésicos, menor. Os sedativos/analgésicos devem ser aumentados, a critério médico,  na Lua crescente e diminuídos na Minguante; o contrario ocorre com os estimulantes. A Lua Crescente estimula e a Lua Minguante acalma o ânimo, e diminui a força circulatória e de movimento de todos os líquidos do corpo, sangue, plasma, colágeno, linfa, líquido sinovial, etc.
Os enfermos sentem mais as influencias da Lua, as dores, as inchações e os diversos transtornos quando a Lua passa pelo signo que rege a parte afetada; havendo alívio ou melhora quando a Lua deixa tal signo.

SUGESTÕES PARA CIRURGIAS
Medidas para aliviar a dor e a doença nem sempre podem ser proteladas para um momento propício, mas quando isto for possível o estudante perceberá que os tratamentos terapêuticos dados sob raios planetários favoráveis são muito mais eficazes e bem-sucedidos do que quando aplicados ao acaso. Portanto, as seguintes sugestões poderão ser de grande valia.
Regras para operações cirúrgicas:
Cirurgiões que já observaram e tabularam esta matéria informam-nos que as operações realizadas quando a Lua está crescendo em luminosidade são geralmente mais bem-sucedidas, s menos sujeitas a complicações, e cicatrizam com mais rapidez do que operações realizadas quando a Lua está minguando em luminosidade.
Uma das questões de Astrologia que intriga o principiante é a da Lua crescente ou minguante. Trabalhos astrológicos usam frequentemente estas expressões ao tabularem os efeitos das diversas configurações. Acreditamos que as explicações seguintes possam ser úteis ao público em geral e ao estudante que inicia seus estudos em Astrologia.
Todo mês a Lua forma uma conjunção com o Sol, e essa conjunção dos luminares é chamada Lunação, ou Lua Nova. Após a conjunção ou Lua Nova, o Luminar da Noite pode ser visto no céu ocidental, perto do horizonte, como um delgado arco lunar. Dia após dia a superfície iluminada fica maior, de maneira que quando ela forma uma oposição ao Sol sua luminosidade alcança o grau máximo, e, nessa ocasião, chamamo-la de Lua Cheia; ela então se levanta no céu oriental no mesmo instante em que o Sol se opõe no Ocidente. A partir daí, e durante uma quinzena, nota-se que ela desponta à noite cada vez mais tarde; ao mesmo tempo a parte iluminada de seu disco vai diminuindo até pouco antes da conjunção seguinte, ou Lua Nova, de modo que os madrugadores podem vê-la no céu oriental, pouco antes da alvorada, como um arco muito delgado na abóbada celeste. Portanto, a Lua aumenta em luminosidade a partir do momento de sua conjunção, ou seja Lua Nova, até a oposição, ou seja Lua Cheia; e da Lua Cheia até a Lua Nova seguinte diminui em luminosidade. Os momentos da Lua Nova, lua Cheia e eclipses são dados todo mês em nossas Efemérides Científicas Simplificadas, as quais podemos consultar, e também em Almanaques Anuais de Astrologia, como o Almanaque do Pensamento.
Quando uma operação cirúrgica parecer inevitável, consulte as Efemérides; se a Lua estiver transitando no signo que rege a parte do corpo que vai ser operada, protele-a por um ou dois dias, até que o Luminar esteja bem dentro do signo seguinte. Isto minimizará o perigo de complicações, e como frequentemente os sintomas mudam, a operação pode até ser evitada.
Regras gerais:
  1. Opere se possível em Lua Crescente ( fluxo lunar positivo). Evite operar  por ocasião da mudança de Lua. Para uma cirurgia eletiva, escolha-se  um momento em que a Lua esteja crescendo ou, conforme se diz popularmente, à Luz da Lua.
  2. Evite operar no exato momento de Lua Cheia ( Lua em Oposição ao Sol ). Na fase de Lua Cheia, as marés ficam mais altas,  as medulas ósseas são mais volumosas, e as ostras ficam mais cheias do que em qualquer outra ocasião. A temperatura das febres também é mais elevada.
  3. Evite operar quando a Lua transita o mesmo signo que ocupava no momento de nascimento.
  4. Cirurgias não devem ser efetuadas quando a Lua transita no signo que governa a parte do corpo a ser operada. Riscos de complicações aumentam se a Lua também estiver em conjunção, quadratura ou em oposição à Netuno, Urano, Saturno ou Marte nesta época.   Ptolomeu disse: “ Não se façam incisões com instrumentos de ferro naquela parte do corpo governada pelo signo em que de fato se encontre a Lua.” Espere um ou dois dias, até que a Lua passe para o próximo signo. Esta regra deveria ser especialmente observada em grandes cirurgias.
  5. Evite operar quando a Lua forme um  aspecto de quadratura ou oposição com o Sol, Saturno, ou Marte.
  6. É favorável operar  quando a Lua está em fluxo positivo (crescente lunar ) e em sextil ou trino com Júpiter ou Vênus e não configure  conjunção , quadratura ou oposição a Marte.
  7. É favorável operar  quando a Lua passa por signos fixos (Touro, Leão, Escorpião e Aquário),exceto quando as partes do corpo a serem operadas sejam respectivamente regidas por algum destes signos ou quando algum destes  signos lunares também  esteja no Ascendente.
  8. Evite períodos em que a Lua forme aspectos com Marteque traz riscos de inflamações e complicações pós-operatórias.
  9. Evite operar quando o Sol transita o signo que rege o órgão ou parte do corpo a ser operada.
  10. Não opere quando a Lua está em combustão, ou numa órbita de 17 graus do Sol, e quando ambos configuram simultaneamente uma oposição a Marte .
  11. Cirurgias são favorecidas quando a Lua está livre de qualquer aflição planetária.
  12. Cirurgias são favorecidas quando Júpiter, Vênus, e o regente do Ascendente esteja no Ascendente ( Primeira Casa do mapa radical ) ou no Meio do Céu ( elevado na Décima Casa do mapa radical ) e livres de aflição por parte de Marte ( seja por conjunção, quadratura ou oposição).
  13. A hora planetária regida por Marte não é favorável para intervenções cirúrgicas. (consulte o anexo do livro “Astrologia Científica Simplificada”, de Max Heindel  e o site http://www.astrowin.org  editado por Allen Edwall, ex-presidente da The Rosicrucian Fellowship).
  14. Evite neurocirurgias e amputações quando Mercúrio está mal aspectado.
Olhemos sempre os aspectos benéficos em um horóscopo, buscando as indicações relativas a como e quando tratar. Suponhamos que o Sol, doador da vida, esteja em quadratura com Saturno, o planeta da estagnação e da morte. A tendência é tirar a vitalidade da pessoa, de forma que se ela ficar doente a recuperação poderá ser muito lenta. Então, para o tratamento mais efetivo e energizante, aplique o princípio dos regentes do dia e da hora, como é dado na nossa obra “Astrologia Científica Simplificada”; escolha o dia do sol ( domingo) e as horas regidas pelo Sol em qualquer dia. Tratamentos nos dias de Marte ( terça-feira0 , e nas horas regidas por Marte em qualquer dia, também atuarão de forma surpreendente. O mesmo se dá com os outros planetas: sua virtude e poder são maiores nos dias regidos por eles.
Mas os assim chamados maléficos também possuem suas virtudes. Cataplasmas para extrair a supuração de uma ferida, ou para trazer à superfície um furúnculo, são mais eficazes no quente e inflamatório dia de Marte (terça-feira), ou nas horas de Marte em qualquer dia. Aplicações feitas para desinflamar um inchaço são mais bem-sucedidas quando feitas no dia de Saturno, o planeta da supressão, ou em suas horas a qualquer dia.
Tratamentos recebidos nos dias e horas dos planetas bem aspectados no horóscopo do paciente são sempre mais poderosos e benéficos do que o seriam se aplicados nas horas e dias regidos por seus planetas afligidos nos radicais.Seis tabelas de Horas Planetárias cobrindo os doze meses, úteis tanto para a Latitude Note quanto para a Sul, são encontrados em “Astrologia Científica Simplificada”, de Max Heindel. Para um cálculo mais preciso, recomendamos que adote um programa astrológico disponibilizado gratuitamente através do site Astrowin, editado por Allen Edwall. Neste site há dois programas excelentes: ASTROWIN E ASTR. Também é possível o calculo online do tema natal através deste site.
Correlação da Anatomia e da Fisiologia com o Zodíaco
Correlação entre os signos astrológicos e partes do corpo humano. Sec. XIV
SIGNOPARTE DO CORPO
ÁRIES
Cérebro, hemisférios cerebrais, crânio, olhos, rosto, maxilar superior, artérias carótidas internas.
TOURO
Pescoço, garganta, palato, laringe, amígdalas, maxilar inferior, ouvidos, região ocipital,cerebelo, atlas (primeira vértebra cervical, que sustenta a cabeça), artérias carótidas externas, veias jugulares, faringe, glândula tireóide, vértebras cervicais.
GEMEOS
Ombros, braços, mãos, costelas superiores, pulmões, traquéia, brônquios, capilares, respiração, oxigenação do sangue.
CANCER
Estômago, esôfago, diafragma, seios, lactação, lóbulo superior do fígado, conduto torácico, pâncreas, soro do leite, peristaltismo do estômago, quimificação.
LEÃO
Coração, região dorsal da espinha, aorta, veias cavas superior e inferior.
VIRGEM
Região abdominal, intestinos grosso e delgado, lóbulo inferior do fígado, baço, duodeno, quilificação, peristaltismo dos intestinos.
LIBRA
Rins, supra-renais, região lombar, pele, ureteres, sistema vasomotor.
ESCORPIÃO
Bexiga, uretra, órgãos genitais, cólon descendente, próstata, alça sigmóide, ossos nasais, osso púbico, matéria corante do sangue.
SAGITÁRIO
Quadris, coxas, fêmur, íleo, vértebra do cóccix, região do sacro, nervos ciáticos, ísquio.
CAPRICÓRNIO
Pele, joelhos, juntas, cabelos.
AQUÁRIOMembros inferiores, tornozelos.
PEIXESPés, artelhos, fibrina do sangue.
Fonte: Max Heindel, Astrodiagnose
Tabelas importantes
Todos os astrólogos estão familiarizados com o uso das Efemérides, onde terá todas as informações a respeito do ingresso do sol e da lua nos signos do zodíaco intelectual , bem como das lunações, fases da lua, etc. Para consulta rápida, para comodidade, também pode ser consultado um almanaque confiável (sugerimos o Almanaque do Pensamento, Ed. Cultrix-Pensamento).
LITERATURA RECOMENDADA:
  1. A Mensagem das Estrelas–  Max Heindel e Augusta Foss Heindel.  Cap. XXX, Horas Planetárias
  2. Astrodiagnose– Max Heindel e Augusta Foss Heindel. Primeira Parte
  3. Astrologia Científica Simplificada– Max Heindel . Dicionário de Termos Astrológicos e Tabelas de Horas Planetárias
  4. Efemérides – Edição Internacional. The Rosicrucian Fellowship
  5. Almanaque do Pensamento
  6. Encyclopedia of Medical Astrology– H.L. Cornell
SITES:
http://www.astrowin.org ( Para download gratuito de programas de Astrologia e Numerologia  e  cálculo e leitura online do tema natal)
http://www.fraternidaderosacruz.org.br (Para consulta da Folha Astrológica do mês corrente)

 

Mapa das Postagens

PESQUISE POR ASSUNTO

AS PREFERIDAS DO MÊS

Seguidores